Passagem de ônibus aumenta 20% em Bebedouro e vai a R$ 2,40

Reajuste é baseado no preço dos combustíveis e na manutenção dos veículos. Alta também era necessária para evitar greve dos funcionários, diz Prefeitura.

A tarifa de ônibus em Bebedouro (SP) foi reajustada em 20% a partir desta segunda-feira (7). O valor da passagem passou de R$ 2 para R$ 2,40, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura. A Rápido D’Oeste, empresa que opera o transporte coletivo na cidade, justificou o aumento baseado na alta dos preços do combustível e na manutenção dos veículos. Ao todo, 125 mil passageiros utilizam o serviço na cidade.
O acordo feito com a administração fixou um valor da passagem menor que o solicitado pela empresa, que era de R$ 2,50, e maior que o preço oferecido pela Divisão de Compras e Licitação, de R$ 2,30. Segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura, o aumento ainda é menor que o valor acumulado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) nos últimos cinco anos, quando houve o último aumento.
Dissídio e ameaça de greve
O cálculo de 20% é baseado na alta de 12,3% no valor dos combustíveis nos últimos 12 meses e no aumento de 6,6% no valor de peças e assessórios. Além disso, a Rápido D’Oeste informou que o aumento era necessário para garantir o pagamento do dissídio coletivo aos funcionários, de 9% concedido em 2013 e de 15% vencido em maio deste ano.
A pendência fez com que os funcionários ameaçassem entrar em greve, que foi descartada pelo Sindicato dos Empregados em Empresas de Transporte Urbano e Suburbano de Ribeirão Preto e Região (Seeturp). Segundo o vice-presidente do sindicato, Alcides de Souza, o valor do dissídio deverá ser pago retroativo ao mês de maio. “É comum atrasar o acerto dependendo da assinatura e de registro no Ministério Público, mas o cumprimento deve ser feito logo após a decisão”, comentou.
Contrato emergencial
A Rápido D’Oeste atua em Bebedouro por meio de contratação em caráter emergencial, prorrogada por mais três meses, depois que a concessão de 15 anos do transporte coletivo da cidade Bebedouro, iniciada em 30 de janeiro, foi impugnada pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), por problemas no edital.
Segundo o sub-diretor da Divisão de Compras e Licitações da Prefeitura, Paulo Sérgio Garcia, a reabertura do processo deve ser feita em até 15 dias, quando a empresa responsável pela formulação do contrato terminar de fazer as adequações exigidas pelo órgão. “O TCE pediu algumas alterações e encaminhamos para a empresa responsável pelo estudo para fazer as alterações e permitir que o novo processo de licitação seja aberto”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas