Parque Morumbi, em Mogi, terá rede coletora de esgoto

Previsão é que as obras fiquem prontas em um ano.
Resíduos serão levados para a Estação de Tratamento de Suzano.

Os moradores do Parque Morumbi, em Mogi das Cruzes, terão um coletor de esgoto para levar os resíduos até a Estação de Tratamento. Outros bairros que também não possuem rede coletora de esgoto serão contemplados com a medida. Os trabalhos devem começar neste ano. A estimativa é que 65 mil pessoas sejam beneficiadas. As obras vão ocorrer em um trecho de aproximadamente sete quilômetros. Somente no Parque Morumbi são 2 mil moradores. Na maioria das casas, o esgoto vai direto para os córregos ou o material é jogado em um lago.
A fossa séptica é a alternativa na casa de Renata de Alcântara. Quando a fossa atinge sua capacidade, a moradora chama a Prefeitura para fazer a limpeza. “Incomoda porque nós queremos valorizar o nosso imóvel e saneamento básico é básico. A gente precisa realmente ter isso, todo o bairro está crescendo e isso nós temos que pensar.”

A questão do esgoto no bairro é antiga. Em abril de 2014, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) não autorizou a instalação de uma estação de tratamento de esgoto compacta. Os dutos já tinham até sido comprados pela Prefeitura, mas, na época, a Cetesb disse que o equipamento não conseguiria tratar 100% dos resíduos.

Neste ano, o projeto do coletor de esgoto deve recolher todo o material produzido nas casas e mandar para o tratamento. Segundo o diretor do Serviço Municipal de Água e Esgoto (Semae), Marcus Melo. “A estação de tratamento de Suzano tem capacidade e condições de receber o material. A todo momento estamos fazendo interligações para tratamento.”

O coletor começa no Parque Morumbi, passa pelo Jardim Ivete, Mogi Moderno, Caputera, parte do Conjunto São Sebastião e da Vila da Prata e vai até o Centro de Mogi.

A Prefeitura recebeu R$ 9 milhões do governo federal para a obra. O morador Délcio Rodrigues Lopes está otimista. “Vão salvar as nascentes e vão salvar esse lago que está contaminado.”

A Prefeitura de Mogi das Cruzes ainda vai abrir licitação pra escolher a empresa que vai fazer a obra. Esse processo deve demorar três meses. A previsão que esteja tudo pronto e funcionando em um ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas