Obras do trecho leste do Rodoanel serão iniciadas no mês de fevereiro

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, anunciou que as obras do Trecho Leste do Rodoanel devem começar no mês de fevereiro. O governo ainda aguarda a publicação no Diário Oficial da assinatura do contrato com a concessionária vencedora da licitação para conceder a autorização para o início das obras. “A empresa tem 30 dias para assinar o contrato. Aí, começa a correr o tempo”, disse.

O secretário de Obras municipal, Ciro Dói, afirmou que o início das obras vem sido discutido com a empresa responsável pelo empreendimento e que a previsão é que a obra comece e termine aqui. Sendo que deve começar simultaneamente em Mauá.

O consórcio SPMar, formado por duas empresas do grupo Bertin (Contern e Cibe), apresentou o menor preço de pedágio na disputa com outras duas licitantes e foi o vencedor do leilão de concessão dos trechos Sul e Leste do Rodoanel de São Paulo. As tarifas apresentadas pela SPMar, de R$ 2,1991 para o trecho Sul e de R$ 1,6493 para o trecho Leste, representam um desconto de 63,35% sobre as valores máximos estipulados pelo governo.

A assessoria de imprensa do Grupo Bertin, controlador das empresas que formam o consórcio SPMar, não se manifestará antes da assinatura do contrato para a concessão e construção do Rodoanel.

Prazo e investimento

O prazo da concessão é de 35 anos. Após esse período, os trechos voltam para a administração pública. Pela outorga da concessão, o consórcio também terá que desembolsar R$ 370 milhões que deverá ser paga dois dias antes da assinatura do contrato.

A proposta superou os deságios de 12% e 5,11% apresentados, respectivamente, pelos consórcios Serramar (Serveng, Laboratório EMS e Encalso) e Rodoanel Sul e Leste (Odebrecht, Ecorodovias, Invepar e Queiroz Galvão).

Os usuários só pagarão tarifa de pedágio uma única vez em cada trecho (o mesmo modelo de cobrança adotado no Trecho Oeste). O início da cobrança do pedágio só será feito após a conclusão do Programa Intensivo Inicial, conforme previsto no edital, a ser realizado em até seis meses.

A construção do Trecho Leste receberá investimento de R$ 4 bilhões, com prazo para ser entregue em 36 meses. Serão investidos, ainda, R$ 1 bilhão no Trecho Sul. Até 70% desse valor poderá ser financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Trajeto

O novo trecho terá 43,5 km e vai começar na interligação com o Trecho Sul, na saída da Avenida Papa João 23, em Mauá, na Região Metropolitana. O término será na Rodovia Presidente Dutra, em Arujá. A nova via passará por seis cidades: Ribeirão Pires, Mauá, Suzano, Poá, Itaquaquecetuba e Arujá. Estão previstos 14 pontes, 66 passagens inferiores, 18 passagens superiores, 10 passagens de veículos e 4 túneis.

Rodoanel

O Rodoanel (SP-21) é uma obra fundamental para desafogar o intenso tráfego da Região Metropolitana, principalmente de caminhões. Com 170 km de extensão, ele redefine a plataforma logística rodoviária de radial para anelar, interligando 10 rodovias que chegam à capital do Estado: Fernão Dias, Dutra, Ayrton Senna, Anchieta, Imigrantes, Régis Bittencourt, Raposo Tavares, Castello Branco, Anhanguera e Bandeirantes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas