Obra parada em escola de São Cristóvão gera reclamação

Quase três anos depois alunos continuam em prédio improvisado

Obra parada em escola de são Cristóvão gera reclamação
Quase três anos depois alunos continuam em prédio improvisado (Foto: Portal Infonet)

Cerca de 800 alunos da Escola de Ensino Fundamental (EMEF) Gina Franco, localizada no município de São Cristóvão, foram transferidos no início do ano letivo de 2013 para um casarão antigo no Centro da cidade, para a realização de uma reforma na unidade de ensino. Em maio de 2014, alunos ficaram sem aula porque a Prefeitura não teria pago o aluguel de outro espaço, onde as aulas estavam sendo ministradas provisoriamente.

Quase três anos depois, as obras, que chegaram a ser iniciadas e interrompidas tempos depois, continuam paradas. A Prefeitura, que tem um custo mensal de aluguel do prédio provisório, garante que será feita nova licitação.
Cansados de viver no improviso, professores e alunos reclamam da demora e das condições dos espaços onde a escola funciona provisoriamente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas