Obra do Cais das Artes vai ganhar nova licitação, diz governo do ES

Construção começou em 2010 e tem previsão de entrega em 2016.
Nova fase de obras deve custar mais R$ 90 milhões ao governo estadual.

Obra do Cais das Artes vai ganhar nova licitação, diz governo do ES
Obra do Cais das Artes vai ganhar nova licitação, diz governo do Espírito Santo (Foto: Vitor Jubini/A Gazeta)

A obra do Cais das Artes, na Enseada do Suá, em Vitória, vai ganhar uma nova licitação para que a construção seja finalizada. A construção, que começou em 2010, tem previsão de entrega para julho de 2016. Já foram gastos R$ 126 milhões e para essa nova fase devem ser gastos mais R$ 90 milhões.

Com o novo edital, será a terceira empresa a trabalhar com a obra. Segundo o governo, a primeira, Santa Bárbara, faliu em 2012 e a segunda, o Consórcio Andrade Valladares – Topus, não comprou alguns aparelhos pelos quais recebeu um adiantamento.

Foram pagos R$ 12,5 milhões para adquirir ar condicionado, poltronas e outros itens para montagem do espaço após a conclusão da estrutura principal, mas os equipamentos não foram comprados e o dinheiro não foi devolvido.

“Fizemos diversas reuniões para tentar seguir com o contrato e resolver isso, mas não foi possível. Na semana passada eles fizeram uma última proposta, porém decidimos interromper a contratação para não atrapalhar ainda mais o tempo”, explicou o secretário de Transportes e Obras Públicas do Estado, Paulo Ruy Carnelli, sobre a tentativa do governo de não precisar abrir mais uma licitação.

Ao todo, foram gastos R$ 56,5 milhões na primeira fase e mais R$ 69,5 na segunda, somando R$ 126 milhões. Agora, com mais R$ 90 milhões, o Cais das Artes vai custar cerca de R$ 216 milhões para ser finalizado. O orçamento inicial da obra era de R$ 134 milhões.

Prazos
O próximo passo é contratar primeiro uma empresa especializada em gerenciamento de projetos para cuidar do andamento não somente do Cais das Artes, mas também de outras grandes obras públicas.

Isso levará cerca de 90 dias e somando ao processo necessário para a nova licitação, as obras, que já estão paralisadas desde 15 de julho, só devem voltar em julho de 2016. “O objetivo é inaugurar ainda nesta gestão, dentro de dois anos”, disse Carnelli.

Se o novo prazo se efetivar, o espaço, que começou a ser construído na segunda gestão de Paulo Hartung, terá demorado oito anos ao todo para ficar pronto.

Essencialmente, a estrutura está pronta, mas faltam esquadrias, instalações elétricas e hidrossanitárias, pintura, pisos, cobertura do teatro e outros acabamentos.

*Com colaboração de Carla Sá, do jornal A Gazeta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas