OAS e Serveng confirmam negociar presença em leilão de Belo Monte.

Único consórcio já conhecido oficialmente é o da Andrade Gutierrez, em parceria com a Vale, a Neoenergia e a Votorantim

Wellington Bahnemann, da Agência Estado

SÃO PAULO – A construtora OAS confirmou oficialmente, por meio de sua área de comunicação, que negocia a participação em um dos consórcios para a disputa do leilão da usina Belo Monte (PA), como antecipou a Agência Estado em reportagem publicada na última quarta-feira, dia 7 de abril. A empresa, porém, não informou com quais investidores discute uma parceria no momento, mas a Agência Estado apurou que as empresas seriam a Alusa, a Bertin e a construtora Queiroz Galvão.

Outra empresa que também confirmou que participa de negociações para participar de um dos consórcios de Belo Monte é a construtora Serveng, do grupo Penido Soares. A construtora Mendes Junior e a Alusa, por sua vez, não têm posição oficial sobre o tema no momento. Nesta sexta-feira, 9, o único consórcio já conhecido oficialmente é o da Andrade Gutierrez, em parceria com a Vale, a Neoenergia e a Votorantim. A licitação da hidrelétrica está marcado pelo governo federal para o dia 20 de abril.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas