Novas operações urbanas pretendem modificar 15 mil ha da cidade de São Paulo.

Entre medidas previstas, estão a demolição do Minhocão, enterramento de trilhos do Metrô e da CPTM, mudança do terminal da Barra Funda para outro local e a criação de uma rodoviária em Itaquera

Ana Paula Rocha

Demolição do Elevado Costa e Silva, enterramento dos trilhos do Metrô e da CPTM entre a Lapa e o Brás, mudança do terminal da Barra Funda para outro local e a criação de uma rodoviária em Itaquera. Essas são algumas das propostas das novas Operações Urbanas Lapa-Brás, Mooca-Vila Carioca e Rio Verde-Jacu apresentadas pela Prefeitura de São Paulo na quinta-feira, dia 6 de maio.
“A ocupação desordenada das periferias ao longo dos anos e a pouca oferta de empregos nessas regiões criou uma dinâmica perversa, que exige deslocamentos da população da periferia ao centro e do centro à periferia todos os dias, sobrecarregando o sistema de transporte”, afirmou Miguel Luiz Bucalem, secretário municipal de Desenvolvimento Urbano. “O programa busca concretizar uma diretriz do plano diretor e aproximar emprego e moradia, ocupando áreas que têm infraestrutura, mas que estão ociosas”, completa.

A revitalização deve acontecer de duas maneiras: em áreas de ocupação induzida, onde o poder público vai controlar as mudanças, e em áreas de transformação incentivada, onde o desenvolvimento urbano será feito por meio de Cepacs (Certificados de Potencial Adicional de Construção). Antes disso, porém, a Prefeitura vai contratar, por meio de licitação, empresas para desenvolver os projetos urbanísticos, ambientais, de transportes, de habitação e de viabilidade econômica.

A previsão é que as propostas finais das Operações Lapa-Brás, Mooca-Vila Carioca e Rio Verde-Jacu sejam encaminhadas para a Câmara Municipal em setembro de 2011. Conheça mais detalhes das operações:

Lapa-Brás
A Operação Urbana Lapa-Brás compreende uma área de 2.146 ha, que passa pelos bairros da Lapa, Barra Funda, Santa Cecília, Bom Retiro, Pari, Sé e Brás. A principal proposta do projeto é o enterramento dos trilhos térreos do Metrô e da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) entre a Lapa e o Brás. “São apenas dois quilômetros de linhas térreas que, no entanto, produzem do ponto de vista urbano barreiras ao desenvolvimento dos territórios sul e norte da ferrovia”, acredita o secretário.

Com o enterramento dos trilhos, a prefeitura propõe a criação de uma via-parque, com pistas para circulação de veículos, mas principalmente ciclovias, calçadas generosas e uma arborização extensa. O projeto prevê que a via-paque comece no Pátio da Lapa, passando pela Barra Funda, e prosseguindo pela região central até chegar à Radial Leste. “Com a efetivação dessa ligação não teríamos mais a necessidade, do ponto de vista de mobilidade, do Elevado Costa e Silva. Por isso, na medida em que a via-parque se concretize, está embutida na proposta a eliminação do Minhocão”, conta Bucalem.

Além dessas intervenções, a Operação Urbana Lapa-Brás também propõe o deslocamento do terminal rodoviário da Barra Funda para onde hoje é o Pátio da Lapa, o adensamento da região do Pari e da Luz e a ligação de equipamentos públicos como o Parque da Água Branca, Memorial da América Latina e o Parque da Luz, entre outros.

Mooca-Vila Carioca
Já a Operação Urbana Mooca-Vila Carioca possui uma área de 1.568 há, que vai da Rua da Mooca até a fronteira de São Paulo com São Caetano. A proposta é dividida em três setores: Cambuci-Taquari, Ipiranga-Mooca Vila Carioca-Vila Zelina.

“De novo, a superação da barreira junto à ferrovia é um dos elementos fundamentais, já que a região possui a linha 10 da CPTM e a extensão da Linha 2-Verde do Metrô. Mas, nesse caso, temos dois bairros bastante desenvolvidos que são o Ipiranga e a Mooca. Então o projeto deverá propor a superação dessa barreira, de forma a valorizar o patrimônio histórico e melhorar a condição ambiental da área”, explica Miguel Luiz Bucalem.

Entre as ideias da Prefeitura de São Paulo, estão o aumento da atividade industrial da região próxima à Rua Borges Figueiredo, onde há um grande número de edificações tombadas, o adensamento da área hoje ocupada por grandes galpões industriais subutilizados, a revitalização da avenida Dom Pedro, próximo ao Museu do Ipiranga, e a criação de ligações transversais em relação às ferrovias.

Rio Verde-Jacu
A Operação Rio Verde-Jacu, por sua vez, compreende uma área de 11.374 ha e tem como objetivo não só estimular a revitalização de regiões subutilizadas, como também o desenvolvimento econômico do entorno da Avenida Jacu Pêssego, na Zona Leste, gerando mais empregos e moradias para a população local.

“O objeto dessa operação é viabilizar a infraestrutura necessária para que tenhamos um valor econômico ativo na região”, disse o secretário. O governo municipal pretende levar grandes empresas hoje instaladas no centro de São Paulo para o local já que a Avenida Jacu Pêssego está sendo prolongada para se conectar ao Rodoanel e já interliga com a Rodovia Ayrton Senna, tornando-se uma boa área do ponto de vista logístico.

Apesar da importância desse projeto, o carro-chefe da Operação Rio Verde-Jacu, porém, é a criação do Pólo Institucional de Itaquera, que abrigará uma Fatec (Faculdade de Tecnologia de São Paulo) e Etec (Escola Técnica Estadual), já em construção, um Centro de Eventos, o Fórum de Itaquera, laboratórios ligados ao Parque Tecnológico da Zona Leste, e uma nova rodoviária.

“O grande mote dessa Operação é a geração de empregos, mas também teremos a requalificação do ponto de vista ambiental, a melhoria do padrão habitacional da região e a promoção do Pólo Institucional de Itaquera. Enfim, há muitas propostas que serão avaliadas de acordo com a evolução dos estudos”, conclui Miguel Bucalem.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas