MPF/SE: Itabaiana é processada por não exigir documentos em licitação

Prefeitura já havia recebido recomendação do MPF para exigir documentos em licitações para prestação de serviços de transporte de passageiros

O município de Itabaiana está sendo processado por não ter cumprido uma recomendação do Ministério Público Federal (MPF). O documento solicitava ao município que exigisse o Certificado de Registro das empresas que desejassem participar das licitações de prestação de serviço de transporte de passageiros. Nestes contratos, eram utilizadas verbas federais.

O objetivo da recomendação era evitar que empresas clandestinas, não cadastradas junto à Secretaria de Estado de Infraestrutura (Seinfra) viessem a explorar o serviço de transporte intermunicipal. O procurador da República Silvio Amorim Junior explica que, findo o prazo para a prefeitura responder ao MPF, ela não comprovou o cumprimento da recomendação.

A irregularidade foi identificada durante investigação sobre licitações para prestação de serviço de transporte de passageiros realizadas pelo município de Itabaiana. O MPF verificou que não estava sendo exigido que as empresas participantes apresentassem o Certificado de Registro, que deve ser emitido pela Seinfra.

A ação, assinada pelo procurador da República Silvio Amorim Junior, pede que a Justiça Federal obrigue o município a exigir a documentação em licitações já em andamento e em todas as que virão a se realizadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas