MPF acusa ex-prefeito de Cardeal da Silva de improbidade administrativa.

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF/BA) propôs, nesta terça-feira, 26, uma ação por improbidade administrativa contra o ex-prefeito do município de Cardeal da Silva (BA), Manoelito Argolo dos Santos Júnior.

De acordo com relatórios da Controladoria Geral da União (CGU), foram detectadas irregularidades na contração de serviços de transporte escolar e de locação de veículos através da empresa Sebastião de Barros Correia (SBC).

Ao todo, foram identificados gastos irregulares de R$ 91,6 mil. Para alugar cinco veículos, por exemplo, a prefeitura pagou R$ 20.6 mil, quanto o valor normal seria de R$9,2 mil.

Também são acusados o chefe de gabinete do ex-gestor, Hermano de Oliveira Silva, a tesoureira Welane Correia Argolo Luz Pato, e Sebastião de Barros Correia, sócio da SBC. A Controladoria constatou favorecimento da empresa, divisão indevida de despesas e problemas na licitação dos serviços.

Na ação, o MPF pede que os acusados percam os direitos políticos, ressarçam o dano, paguem de multa civil e a fiquem proibidos de contratar com o poder público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas