MP quer impedir licitação de 1 mi para construção de cemitérios‏

O Ministério Público requereu a imediata suspensão do procedimento licitatório por prazo indeterminado, sob pena de responsabilização do gestor municipal de Pimenteiras

O Ministério Público do Estado do Piauí ajuizou ação cautelar para impedir a realização de uma licitação que previa gastos de R$ 931.055,19 para a construção de 38 cemitérios no município de Pimenteiras, que tem cerca de 11.900 habitantes. De acordo com o Promotor de Justiça Sinobilino Pinheiro, autor da ação, tal medida é desproporcional e fere o princípio da razoabilidade na Administração Pública.
“A capital do Piauí, Teresina, tem apenas 14 catorzes cemitérios públicos, para uma população de 840 mil habitantes. Essa licitação fere frontalmente os princípios administrativos da legalidade, da moralidade administrativa e da finalidade pública”, explicou o Promotor.
O Ministério Público requereu a imediata suspensão do procedimento licitatório por prazo indeterminado, sob pena de responsabilização do gestor municipal de Pimenteiras, e também pediu que pediu que nenhum valor fosse repassado para a construção dos cemitérios. O Promotor de Justiça instaurou, ainda, um inquérito civil para apurar a possível ocorrência de ato de improbidade administrativa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas