Movimentação de contêineres cai 9% no Complexo Portuário em 2015

Movimentação de contêineres cai 9% no Complexo Portuário em 2015
Foto: Lucas Correia / Agência RBS

O Complexo Portuário do Itajaí, que integra os portos de Itajaí e Navegantes, fechou 2015 com 9% de queda na movimentação de contêineres em relação a 2014 – número um pouco abaixo da expectativa. Passaram pelos terminais locais 983 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), contra um milhão no ano anterior.

A maior perda ocorreu na APM Terminals, arrendatária do Porto de Itajaí, que perdeu linhas no segundo semestre e sofreu queda de 21% na movimentação.

Já a Portonave, em Navegantes, que é a maior movimentadora de contêineres de Santa Catarina, terminou o ano com perda de 3%.

O maior impacto para os números do Complexo foram os sucessivos fechamentos do canal de acesso, que impediram a entrada e saída de navios por 45 dias em 2015.

O escoamento das cheias no Vale do Itajaí provocaram perda de profundidade na foz, que ainda reflete nas operações. Desde outubro, o calado passou de 12,5 para 10 metros – o que limita as manobras.

O trade portuário espera que a dragagem de aprofundamento resolva o problema. Esta semana a Secretaria Especial de Portos (SEP) confirmou ao superintendente do Porto de Itajaí, Antônio Ayres dos Santos Junior, que lançará em 20 de janeiro o edital de licitação em Regime Diferenciado de Contratação (RDC) para que a obra saia do papel.

A dragagem vai custar R$ 68 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas