Moradores de Santa Maria, no DF, reclamam de abandono de praças

Região tem 50 praças; administração diz que faltam recursos.
Praças têm brinquedos quebrados, mato alto, sujeira e criminalidade.

Moradores de Santa Maria, no DF, reclamam de abandono de praças
Dona de casa Leniza Ferreira e a filha Natália, de 5 anos, leva a filha para brincar em parquinho abandonado em Santa Maria (Foto: Jéssica Nascimento/G1)

A situação de abandono em quase todas as 50 praças de Santa Maria, no Distrito Federal, provoca queixas dos moradores da região. Brinquedos quebrados, mato alto, criminalidade e a falta de revitalização nas quadras poliesportivas são as principais reclamações da comunidade. Ao G1, a administração regional informou que a limpeza é feita quinzenalmente em parceria com o Serviço de Limpeza Urbana (SLU). Revitalizações e poda de árvores são realizadas em parceria com a Novacap.

Todos os brinquedos de um parquinho localizado na quadra 218, por exemplo, estão sem estrutura. A gangorra feita de madeira está quebrada, sem assentos e com pontas afiadas. O que era para ser um balanço foi substituído por correntes de ferro.

A dona de casa Leniza Ferreira, de 47 anos, e a filha Natália, de 5, reclamam da falta de revitalização nas praças. Preocupada com a segurança da menina, Leniza evita passar perto do parquinho.
“Essa praça é um horror. Levo a Natália apenas algumas vezes. Além dos brinquedos serem periogosos, estão todos enferrujados, sujos e quebrados. Muitos jovens utilizam drogas em plena luz do dia. Nunca liguei na administração para reclamar, acredito que não irá adiantar nada”, diz.

Ao G1, a administração disse que está em contato constante com o Batalhão de Polícia Militar de Santa Maria e com a delegacia, mas as ações efetivas de segurança são organizadas pela Secretaria de Segurança Pública.

Moradores de Santa Maria, no DF, reclamam de abandono de praças
Mato alto e fonte sem funcionamento na Praça Central de Santa Maria, em Brasília (Foto: Jéssica Nascimento/G1)

Na quadra Central, proximo à administração regional, a Praça das Fontes como é conhecida pelos moradores, também se encontra em situação de abandono. O local, que corre risco de se tornar foco do mosquito da dengue devido a água parada, não tem manutenção por parte da administração de Santa Maria.

A fonte, que foi construída em 2011, só funcionou durante alguns meses após a inauguração, dizem os moradores. De acordo com O administrador Nery Moreira da Silva, a limpeza e manutenção da praça Central e da fonte é realizada periodicamente.

“Devido ao vandalismo, ela [fonte] está inutilizada. A gestão atual já elaborou um novo projeto para reforma geral da praça, incluindo a fonte, Skate Parque, Ponto de Encontro Comunitário  e parquinhos. Nós estamos aguardando apenas a verba para publicar o edital.”

Sobre o mato alto, a administração regional informa que a Novacap realiza o corte da grama com frequência, mas diz não ter previsão para um novo mutirão de limpeza. Sobre os parquinhos infantis, um levantamento de todos os espaços foi realizado em agosto de 2015. Entretanto, a administração aguarda liberação de verba para iniciar as reformas.

Moradores de Santa Maria, no DF, reclamam de abandono de praças
Mato alto em praça de Santa Maria, região administrativa do Distrito Federal (Foto: Jéssica Nascimento/G1)

“Devido ao período de chuvas, o mato cresce muito rápido. Cortamos e na outra semana está tudo alto. O problema é que nosso maquinário está quebrado, entende? Se estivesse funcionando, cortávamos por aqui mesmo. Porém, nossa expectiva é de que no início de fevereiro a administração consiga outra máquina”, explica.

Além da falta de verba, o administrador “culpa” a quantidade de praças no local pela demora nas revitalizações. Segundo ele, alguns pontos, como a praça da quadra 209, já foram reformados. As novas mudanças estão previstas para serem iniciadas no segundo semestre.

O comerciante Manoel Mesquita, de 45 anos, diz que está “cansado” de ligar na ouvidoria da administração para registrar queixas sobre a praça e equipamentos de ginástica. Acostumado a fazer caminhadas na praça da quadra 308, o homem denuncia a falta de revitalização no lugar e a insegurança.

“Está tudo muito sujo, não há uma quadra poliesportiva de qualidade. Como em Santa Maria não temos muito lazer, ficamos apegados com as praças. Infelizmente com a falta de cuidado, vamos deixando de frequentar. É uma pena. Pagamos impostos caros, sabe? Temos esse direito de termos um lugar bom, de qualidade e seguro.”

Moradores de Santa Maria, no DF, reclamam de abandono de praças
Moradores improvisam aparelho de academia comunitária que está quebrado (Foto: Jéssica Nascimento/G1)

Por nota, a Secretaria de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sinesp) esclarece que deu início às obras de manutenção de equipamentos públicos e áreas de lazer em vários pontos do Distrito Federal, atendendo às prioridades listadas por cada administração regional.

De acordo com a pasta, estão sendo feitos pequenos reparos em quadras de esporte, parquinhos infantis, Pontos de Encontro Comunitário (PECs), quadras de futebol e campos de grama sintética. Os reparos incluem pintura, troca de caixas de areia, manutenção de alambrados, reposição de parafusos e soldas.

“Atualmente, Sinesp e Novacap trabalham nos procedimentos para o lançamento de nova licitação que irá estender os serviços de manutenção às demais áreas de lazer do DF. Vale destacar que a Novacap também realiza reparos pontuais em parques infantis, como a colocação de areia ou até a substituição de alguma peça quebrada em algum dos brinquedos existentes, mediante pedido”, informou.

Em relação ao mato alto, a Novacap informa que a roçagem das áreas verdes do Distrito Federal é uma atividade constante e é realizada a cada 30 dias. O órgão conta com 70 equipes e cerca de 700 pessoas realizam a manutenção das áreas verdes.

Moradores de Santa Maria, no DF, reclamam de abandono de praças
Lixo na fonte da Praça Central em Santa Maria, no Distrito Federal (Foto: Edilson Dias/Arquivo Pessoal)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas