Moradores de Itaporã (MS) convivem com buracos e barro da MS-157

O aumento do movimento de veículos na MS-157, uma das rodovias que liga Dourados a Campo Grande, após o início da cobrança de pedágio na BR-163 pirou a condição do asfalto. A chuva dos últimos dias e o peso dos caminhões têm deteriorado a pista, inclusive no trecho que passa no meio de Itaporã .

A assessoria de imprensa da Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) informou que vai enviar um servidor da regional de Maracaju, responsável pelo trecho para analisar o que deve ser feito e, em breve, a Agesul vai lançar uma licitação para a contratação de uma empresa que vai elaborar um projeto para resolver a drenagem no local.

Os moradores da cidade que fica a 231 quilômetros da capital de Mato Grosso do Sul , reivindicam um novo asfalto e drenagem da água da chuva. Na região, os buracos são tantos que em época chuvosa a rodovia vira um lamaçal.

Em período de estiagem, funcionários da prefeitura de Itaporã tem feito a manutenção do local, mas o problema continua. Com muito barro e buracos, os motoristas devem redobrar a atenção. A Polícia Rodoviária Estadual alerta para sempre manter uma distância segura do veículo da frente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas