Monitoramento eletrônico: novas etapas do projeto estão em andamento

Dando prosseguimento às etapas que culminarão na execução do projeto de monitoramento eletrônico em Arujá, a Prefeitura solicitou a três empresas especializadas orçamentos para ter uma referência de custo e tecnologia necessários para implantar o sistema no município.

Devido à complexidade do sistema, as empresas solicitaram um prazo de pelo menos 20 dias para a entrega dos orçamentos, o que deve acontecer no início do mês de fevereiro.

Com os orçamentos em mãos, será possível escolher o tipo de tecnologia e o sistema mais adequado para o município e estipular um valor médio para, daí então, discutir detalhes com os membros da comissão.

Após a definição dos detalhes, poderá ser aberta a licitação para a compra dos equipamentos

Projeto já é discutido há 12 anos

Em novembro último, após 12 anos de discussão, foi definido que, através de uma Parceria Público Privada (PPP) será implantado em Arujá o sistema de monitoramento eletrônico.

A parceria envolve a Prefeitura e Câmara Municipal de Arujá como representantes do Poder Público, a ACONDA (Associação dos Condomínios Horizontais de Arujá e Região), a AECIA (Associação das Empresas do Centro Industrial de Arujá) a ACE/ACIPLA (Associação Comercial, Empresarial, de Produtores e Profissionais Liberais de Arujá), como representantes da iniciativa privada, além de contar com apoio dos representantes oficiais da segurança pública no município: Conseg (Conselho de Segurança de Arujá), Polícia Civil, Polícia Militar e Guarda Municipal.

As discussões sempre esbarravam em dificuldades como o tipo de sistema e tecnologia a ser instalado; pontos de vulnerabilidade e também sobre o local onde seria feita o monitoramento e quem seria o responsável pelo mesmo.

Porém, o aumento de furtos e roubos de veículos, residências e comércios, somados aos casos de vandalismos, fizeram com que, em uma reunião do Conseg, realizada no mês de agosto do ano passado, no Residencial Arujá 5, fosse levantada a discussão novamente. Presente ao encontro da sociedade civil com as autoridades, o prefeito Abel Larini propôs a criação de uma comissão para que o projeto fosse retomado.

Para dar continuidade ao processo, foi levantado o projeto que já havia sido elaborado e iniciadas algumas medidas, como inclusão do projeto no Plano Plurianual do Município, inclusão de recursos no Orçamento de 2011, via Emenda apresentada pelos vereadores Abel e Wilson, a que ganhou a adesão dos demais vereadores: Souzão, Orlando, Hassin, Dr. Márcio, Reynaldinho, Valmir Moreira, Sidnei Shaide e Jussival.

Em outra reunião, o prefeito indicou o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, João Vani Anunciato, e o diretor de Habitação, Juvenal Penteado, como os responsáveis pela preparação do edital de licitação e pediu ao advogado Luiz Camargo que auxilie nos trabalhos dando as orientações jurídicas necessárias.

Câmeras de monitoramento eletrônico já têm locais pré-definidos

Os locais para as instalações das câmeras de monitoramento eletrônico, em Arujá, foram definidos pelo comandante da PM em Arujá, capitão Alípio de Lima Rios; o delegado titular, Dr. Luiz Claudio Ferretti; o comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), tenente-coronel Marcus Alberto Balbino; o secretário de Planejamento e Meio Ambiente, João Vani Anunciato e o diretor de Habitação, Juvenal Penteado.

Para definir os pontos de instalação das câmeras, foi utilizado um projeto existente de monitoramento. A equipe analisou cada ponto e priorizou os locais de maior vulnerabilidade de acordo com orientação das forças policiais do município. A princípio, as câmeras serão instaladas dando atenção às principais vias de acesso à cidade que servem de rota de entrada e saída. Tanto o Dr. Ferretti e o capitão Rios afirmaram que esses são os principais pontos a serem monitorados.

Novo projeto contempla 24 câmeras na cidade

O projeto inicial previa a instalação de 16 câmeras de monitoramento, o novo projeto é contemplado com 24 equipamentos eletrônicos. Com esse novo estudo, mais áreas da cidade serão beneficiadas. “A princípio vamos fazer o levantamento de custo para a instalação de seis câmeras na cidade. Se estiver dentro do nosso orçamento continuaremos o processo com os recursos da Prefeitura mesmo”, afirmou Juvenal Penteado.

“Com esse monitoramento eletrônico, Arujá ficará conhecida como uma cidade mais segura. Em seis meses, a criminalidade diminuirá muito, pois temos exemplos de cidades onde foi instalado o equipamento e aconteceu exatamente isso”, afirmou o capitão Rios.

A princípio, os monitores ficarão instalados na Base da GCM e o capitão Rios informou que destacará um soldado da PM para acompanhar a movimentação e acionar o Comando em caso de um delito.

Locais

Numa primeira etapa, os equipamentos seriam instalados na rotatória da Avenida Benedito Manoel, esquina com a Estrada de Santa Isabel; na rotatória de ligação entre a Estrada de Santa Isabel e a Rodovia Mogi-Dutra; na Avenida dos Expedicionários; na rotatória da Avenida João Manoel com a Avenida Mário Covas; e na Rodovia Dutra, entre o acesso do Jardim Real e a Avenida Behr Brasil e o acesso ao Jordanópolis pela Rua Nossa Senhora da Penha.

Praças centrais (Dalila Ferreira, Bartolomeu Bueno, Coreto), Avenidas Amazonas e Armando Colangêlo (Barreto) e a rotatória da Avenida Duque de Caxias seriam contempladas pelo sistema numa segunda etapa. Já as avenidas Adília Barbosa Neves, Expedicionários e Dutra, assim como a rotatória da Avenida Renova, a praça da Igreja Matriz e a base policial da Avenida Pedroso compõem os locais definidos para a terceira etapa.

Na etapa final, estão as rotatórias da entrada do Mirante (Avenida Leocádio Mendonça) e da Estrada de Santa Isabel (divisa com Itaquaquecetuba); a Rodovia Mogi Dutra (divisa com Guarulhos, na entrada do Jardim Josely); a Estrada da Penhinha; e as Avenidas Mário Covas e Armando Pereira (Jardim Joia, divisa com Itaquá).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas