Mobília para o Palácio do Planalto custará R$ 3 milhões.

A menos de um mês da reabertura do Palácio do Planalto, a Presidência da República reservou R$ 3 milhões para a compra de novo mobiliário. Entre os móveis estão 1.150 cadeiras, 102 poltronas, 16 sofás e 54 mesas com marcas como a do arquiteto Oscar Niemeyer e do designer Sergio Rodrigues.
A reinauguração do Planalto está prevista para o dia 21 de abril, no aniversário de 50 anos de Brasília. A peça mais cara é uma mesa de reunião com a marca Oscar Niemeyer, no valor de R$ 26,5 mil. Ficou definido que os móveis serão fornecidos, sem licitação, por duas empresas: a Lin Brasil Indústria e Comércio de Móveis LTDA, Teperman Design Comércio Móveis Representações LTDA. A Lin deve receber da Presidência R$ 2,6 milhões, enquanto a Teperman terá R$ 396,7 mil. A dispensa de licitação foi adotada porque, segundo o governo, as empresas têm peças dos artistas que participaram da montagem original do Palácio, na criação de Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas