Miriam Belchior defende inversão de etapas na Lei das Licitações para reduzir burocracia

Brasília – Após cobranças por parte do próprio governo para reduzir a burocracia em obras da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, defendeu hoje (26) a inversão de etapas na Lei 8.666/93, conhecida como Lei de Licitações.

Durante entrevista, Miriam lembrou que, em 2007, o governo já cobrava a revisão dessa legislação. Segundo ela, a ideia é que sejam primeiramente apresentadas as propostas e, somente depois, cobradas as documentações necessárias para o andamento das obras. Atualmente, o procedimento praticado é o inverso.

“Consideramos que seria uma importante inovação, simplificaria o processo licitatório”, disse. “É simplificar sem perder o rigor”, completou.

Na primeira reunião do Fórum de Infraestrutura, na última quinta-feira (20), foi decidido que, para a execução do PAC 2, os mecanismos de monitoramento das ações serão aperfeiçodos e os procedimentos, simplificados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas