Ministro pede pressa para a obra.

Ao assinar um convênio no valor de R$ 684 mil, para terminar a construção de um frigorífico de pescado em Rolim de Moura, o Ministro de Aquicultura e Pesca do governo Lula, Altermir Gregolin, pediu celeridade na obra iniciada em 2001. Durante o encontro no município, no último domingo, disse que o Estado de Rondônia perde uma oportunidade ímpar de se tornar uma potência no beneficiamento da carne de peixe. Durante a assinatura, exigiu que licitação não ultrapasse 60 dias.

Para uma platéia de piscicultores, pescadores e empresários da cidade, que lotaram o teatro municipal, Gregolin garantiu que o dinheiro disponibilizado pelo Ministério de Aquicultura e Pesca é suficiente para que a unidade de beneficiamento de pescado da cidade seja totalmente concluída. O prédio já está pronto e parte dos equipamentos já foram comprados, investimento que ultrapassa mais de um milhão de reais. Mesmo assim, faltam detalhes para o frigorífico receba o selo do SIF.

“O serviço de inspeção federal é necessário para que tudo que essa unidade processe tenha entrada garantida em qualquer lugar do mundo. Esse frigorífico terá capacidade de produzir mais de quatro toneladas de peixe por dia (em apenas um turno), podendo parte desse produto ser exportada para o exterior. Com esse recurso, tenho certeza que ainda esse ano, Rolim de Moura vai poder ver essa indústria pronta e restando apenas uma gestão eficiente para gerar renda”, lembrou o Ministro.

Na solenidade, Altemir Gregolin também se colocou a disposição para garantir para o município benefício igual ao que concedeu a Alta Floresta neste final de semana. A cidade vizinha ganhou uma retro escavadeira hidráulica de última geração, para diminuir os custos dos produtores na construção de tanques de piscicultura. Acompanhado do senador Valdir Raupp e do prefeito rolimourense Tião Serraia, o ministro disse que espera o projeto em sua mesa.

De acordo com Serraia, o processo de licitação do término das obras do frigorífico deverá sair antes do prazo dado pelo ministro e que em breve, o próprio Gregolin estará retornando a Rolim de Moura para descerrar a fita inaugural. “Não é um pedido dele, mas é um compromisso meu com a cadeia produtiva dessa região. Essa unidade é de suma importância para essa administração e todos os esforços serão feitos para que possamos inaugurá-la ainda este ano.

Modificações

Criado em 2001, o projeto do frigorífico de pescado de Rolim de Moura acabou ultrapassado com o passar dos anos. Ao menos dois repasses de cerca de R$ 500 mil cada um já chegaram à obra, que acabou concluída parcialmente. Muitos equipamentos estão guardados no almoxarifado da prefeitura, só esperando que o local seja readequado para a instalação. O novo projeto prevê também a construção de estacionamento, cercas, melhorias nos banheiros e pequenas adaptações na arquitetura do lugar.

Depois de pronta, a indústria abrirá vagas para a contratação direta de 25 pessoas, podendo chegar a 50 ainda no primeiro ano de funcionamento. A idéia da prefeitura é de assinar um convênio com a associação ou a cooperativa de piscicultores do município, para que alguma das duas entidade seja responsável pela gestão do frigorífico. A unidade terá capacidade para produzir filés, almôndegas, poupa e outros produtos a base de peixe, de pelo menos sete espécies amazônicas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas