Ministro da Defesa nega reabertura de licitação para compra dos caças

Mariana Costa

O ministro da Justiça, Nelson Jobim, negou na manhã desta terça-feira (25) que o processo de compra de 36 caças para a FAB (Força Aérea Brasileira) tenha sido reaberto, desmentindo a informação de que a concorrência foi ampliada para outros países além dos Estados Unidos, França e Suécia.

As afirmações foram feitas durante uma cerimônia de inauguração de uma agência do Banco do Brasil no complexo do Alemão, na zona norte do Rio de Janeiro, ocupado pelo Exército e forças de segurança desde novembro do ano passado.

Para Jobim, a informação de que países como a Rússia entrariam na disputa pela compra bilionária não passa de “balbúrdia”.

– Está claro que essa balbúrdia está sendo criada por empresas que não são concorrentes e querem entrar no processo.

A licitação para compra dos caças foi aberta durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, que chegou a manifestar preferência pelo modelo francês Rafale, já que, além da transferência de tecnologia (requisito considerado fundamental para a compra), a escolha da França também é avaliada como estratégica do ponto de vista político.

Os demais modelos que participam da disputa, o norte-americano F-18 e o sueco Gripen NG, têm problemas com transferência de tecnologia, embora os governos dos dois países avalizem esta possibilidade.

Jobim espera que a compra seja decidida ainda este ano. No entanto, a decisão ainda deve levar algum tempo, pois, na avaliação do ministro, este “não é o momento” já que o país enfrenta “uma situação de emergência por causa das chuvas”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas