Mauá prepara PPP para reformar Paço

Gustavo Pinchiaro
A Prefeitura de Mauá vai lançar licitação para reforma geral do Paço, por meio de PPP (Parceria Público-Privada). O projeto piloto prevê ampliação do edifício principal da sede da administração e construção de anexo próximo à Câmara. A intenção é modernizar as instalações e centralizar serviços que hoje funcionam em unidades espalhadas pela cidade.
O custo de investimento estimado é de R$ 118 milhões, que seriam pagos pelo Executivo ao longo de 30 anos. A vencedora do certame ficaria responsável por administrar serviços de manutenção e limpeza, além de ter espaço de exploração comercial como estacionamento e restaurante aberto para servidores. “O lucro desses serviços seria abatido nas prestações que a Prefeitura vai pagar nos 30 anos”, explicou o secretário de Governo, Edílson de Paula, que encabeça a organização da PPP.
A gestora da reforma no Paço terá competência para comprar equipamentos e contratar mão de obra. “Se um computador quebrar, eles podem substituir. Vai agilizar o trabalho, pois não vamos precisar fazer licitação e realizar todo tramite burocrático. Hoje a situação da Prefeitura é arcaica, as ligações são muito antigas, temos muitos problemas. A prefeitura de Belo Horizonte está colocando modelo parecido em curso”, avaliou Edílson.
De acordo com o secretário, secretarias e divisões do Executivo, que não estão situados no Paço, demandam R$ 6 milhões mensais de aluguel pagos a terceiros. A meta é que pelo menos 50% desse montante deixe de ser despesa corrente aos cofres municipais. “Além da economia, vai facilitar para o cidadão, que poderá resolver tudo em único lugar. Às vezes ele gasta três conduções, porque precisa ir à Prefeitura e depois em outras divisões, na Vila Magini ou no Centro, por exemplo”, considerou Edílson.
Está marcada para o dia 6, às 11h, na Rua Rio Branco, 183, Centro, audiência pública para definir o escopo do modelo em consulta da população e setores da sociedade civil organizada. “Tem parte na entrada de trás da Prefeitura que não foi finalizada. Próximo à Câmara vamos construir anexo. O estacionamento será modernizado e haverá cobrança”, completou Edílson.
A proposta tem integração com a intenção do prefeito Donisete Braga (PT) em tornar o Paço num parque para juventude. O local já conta com ginásio de esportes coberto, piscina externa e pista de skate. “Estamos finalizando a entrega dos equipamentos para aquecimento da piscina. Vamos reformar a pista de skate também. A PPP vai contribuir para melhoria geral do local”, declarou o secretário de Governo.
Outras cidades já dividem a sede do Executivo com parques públicos. Em Diadema há o Parque do Paço e São Caetano construiu o Palácio da Cerâmica dentro do Parque Chico Mendes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas