Lixo: enquanto licitação não sai, prefeitura faz contrato de emergência para coleta

Volta Redonda
A Vega já disponibiliza oito caminhões para auxiliar no serviço

VOLTA REDONDA
Alvo de queixas de moradores de vários pontos da cidade, a coleta de lixo começa a se normalizar. A falta de estrutura da Locanty para recolher as cerca de 170 toneladas diárias de lixo domiciliar fez a prefeitura assinar um contrato de emergência com a Vega, que desde o fim de semana já disponibiliza oito caminhões para auxiliar no serviço.
No último dia 10, o prefeito Antonio Francisco Neto (PMDB), durante entrevista coletiva, já havia anunciado que a Locanty não tinha mais condições de executar o serviço e que uma nova licitação seria realizada. Só que, como o contrato com a empresa ainda vai durar até o fim de janeiro e a aproximação do período de chuvas, a solução foi contratar a Vega, já que a população não aguenta mais a situação.
Durante o fim de semana, ruas de vários bairros ficaram alagadas, parte delas em função do acúmulo de lixo, que impediu que a água escoasse para dentro dos bueiros. Alguns caminhões foram vistos na noite de domingo. A expectativa é que até o fim da semana a situação esteja normalizada.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas