Lixo: Empresa vai tratar resíduos de saúde

De acordo com a presidente da Emsurb após a conclusão da licitação uma empresa cuidará do tratamento dos resíduos e da destinação correta

Após matéria nacional onde levantou a questão para o destino dos resíduos sólidos e o descarte sendo feito de forma irregular, a presidente da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), Lucimara Passos, explicou que existe um processo de licitação que está em andamento que deverá resolver os problemas principalmente quanto aos resíduos de saúde.

“A lei que lida com o tratamento de resíduos sólidos no país foi regulamentada em dezembro de 2010. A partir dessa data, as regras são muito claras e a prefeitura de Aracaju passou a tomar medidas para se adequar a essa nova lei. Dentre os resíduos que a lei trata, ela fala de resíduos de saúde, então a partir dessa lei, nós passamos a fazer estudo e a preparar uma licitação para resolver definitivamente como o município iria lidar com a questão do resíduo de saúde”, menciona.

Lucimara Passos esclarece que o órgão chegou a pensar em uma contratação emergencial, mas para evitar questionamentos sobre possível direcionamento para alguma empresa, ficou decidido a conclusão do estudo necessário para fazer e lançar a licitação.

“A gente precisar frisar que essa licitação foi lançada na sexta-feira e é resultado de um trabalho de seis meses. É um trabalho bem estruturado que estudou o problema. Não temos aterro sanitário e não temos área para construir um aterro sanitário em Aracaju. Lançamos um edital que vai contratar uma empresa que vai tratar os resíduos e dar a destinação correta em um aterro licenciado, que pode não ser nem em Sergipe”, esclarece.

A presidente da Emsurb explica que todos os resíduos de saúde gerados pelas unidades de saúde municipais serão tratados e levados pós-tratamento para um aterro licenciado. “Ainda não sabemos qual é o local onde será esse aterro sanitário. Até a conclusão da licitação vamos proibir o recebimento de resíduos de saúde se não tiver tratado no aterro do Santa Maria”, fala.

Huse

Na matéria exibida nacionalmente foi flagrado o transporte irregular do lixo hospitalar do Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (Huse) para um lixão sem nenhum tratamento. Em nota a assessoria de comunicação da Fundação Hospitalar de Saúde explica a situação. “Com relação ao lixo hospitalar – a Fundação Hospitalar de Saúde mantém contrato com a empresa Torre Empreendimentos Rural e Construção Ltda, a qual é especializada e habilitada a prestar os serviços de: Coleta, transporte, tratamento, descaracterização e disposição final dos resíduos hospitalares dos grupos A, B e E. Este contrato tem base legal sob o Edital referente ao pregão nº117/2010. Portanto todas as unidades hospitalares da capital e do interior, vinculadas a Fundação Hospitalar de Saúde estão inclusas neste contrato, de modo que todo resíduo hospitalar das unidades, são desinfetado, descaracterizados (ou seja, separados os perfuro cortantes) para depois o descarte em local autorizado pelo órgão responsável. A Fundação Hospitalar de Saúde recebe mensalmente da empresa contratada acima, relatórios descritivos dos serviços prestados”, diz a nota, na íntegra.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com a empresa Torre, mas até o fechamento da matéria não obtivemos retorno.

Por Kátia Susanna

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas