Ligação Marambá-Geisel é licitada

As propostas serão abertas no dia 12 de dezembro, mas a ordem de serviço ficará para a próxima gestão; investimento aproximado é de R$ 230 mil

Ligação Marambá-Geisel é licitada
Malavolta Jr.
A obra de pavimentação deve começar no cruzamento da rua José Talon com a Humberto Antônio Aiello, no Jardim Marambá

Na última semana, a Secretaria Municipal de Obras abriu licitação para pavimentar a via que liga o Jardim Marambá com o Camélias e o Núcleo Geisel, em Bauru. A expectativa é de que as propostas sejam abertas no dia 12 de dezembro deste ano, porém, a ordem de serviço ficará para o próxima gestão. O investimento previsto é de aproximadamente R$ 230 mil.

Titular da pasta, Sidnei Rodrigues explica que a pavimentação terá início no cruzamento da rua José Talon com a Humberto Antônio Aiello, no Jardim Marambá. Em seguida, passará pela avenida Pedro Bertolini, ainda no Marambá, e, por fim, chegará até a rua Victor Curvello de Ávila Santos, no Parque Residencial Camélias.

Lá, o novo asfalto encontrará outra pavimentação feita recentemente, na região do Córrego da Água Comprida, no Geisel. A expectativa, de acordo com Rodrigues, é de que a ordem de serviço seja dada no dia 20 de janeiro e a empresa vencedora do certame terá até 120 dias para concluir a obra.

Em relação ao investimento, o secretário elucida que, dos R$ 230 mil, R$ 95 mil provêm de uma emenda parlamentar, solicitada há três anos pelo próprio titular da Secretaria de Obras. A contrapartida será da prefeitura.

Portanto, a licitação só foi aberta na última semana – faltando menos de dois meses para o fim da gestão do atual prefeito -, porque o recurso estadual acabou de chegar. “Quanto mais cedo iniciarmos o processo de escolha da empresa, mais cedo a obra terminará”, constata.

PONTE

Conforme o JC noticiou na edição do dia 8 de agosto de 2013, empreendedores e Secretaria de Obras decidiram que a avenida Água Comprida, em sua primeira etapa, contemplaria uma ponte, com o propósito de interligar o Marambá ao Geisel, na altura do final do Sambódromo.

De fato, a obra foi concluída há dois anos. Na época, Rodrigues falava em desafogar o trânsito nas avenidas Nações Unidas – na altura da quadra 50, próximo ao Ceagesp – e Cruzeiro do Sul, que eram utilizadas como principais acessos aos dois bairros.

O objetivo da nova pavimentação é o mesmo. Por isso, a necessidade de abrir licitação o quanto antes. Segundo o secretário, o local que receberá a obra teve algumas melhorias, porém, temporárias.

“Há oito meses, colocamos solo-cimento, que é uma mistura de terra com cimento. É um procedimento caro, por conta do preço deste último material, mas foi necessário. O problema é que os moradores passaram a reclamar do acúmulo de pó. A solução, claro, está na pavimentação”, finaliza.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas