Licitações são questionadas em João Pessoa

Um caso que ganhou destaque nos últimos dias envolve outra vez a prefeitura de João Pessoa. Trata-se de denúncias de supostas irregularidades na compra de R$ 2,3 milhões em livros escolares mediante licitação feita pela gestão municipal.Há suspeitas de desvio de recursos do Fundeb para a campanha eleitoral de 2010. As denúncias foram feitas pelo empresário Daniel Gonçalves, dono da empresa New Life, vencedora da licitação.
Ele sentiu-se lesado, pois se queixa de que a prefeitura teria efetuado o pagamento dos livros ao seu sócio na empresa, Pietro Harley Dantas Félix. O caso será objeto de investigação em Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) apresentada pela oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba.
Já em outra transação, o questionamento é se o Estado deve realizar licitação. Trata-se da permuta de terreno onde se encontra hoje a Academia de Polícia (Acadepol) por outro da iniciativa privada, para a construção de um shopping. O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Umberto Porto, em decisão monocrática considerou ilegal o processo de permuta de terreno solicitado pelo governo do Estado à Assembleia Legislativa.
Considerando a existência de indícios de irregularidades apontadas nos relatórios da auditoria, Umberto Porto determinou ao governador Ricardo Coutinho (PSB) que realize procedimento licitatório, na modalidade concorrência de acordo com o que estabelece o artigo 17 da Lei 8.666/93 (Lei das Licitações e Contratos). O processo está em andamento.
Do Blog com JP Online

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas