Licitação para zoneamento ambiental do Jacuí deve sair em 30 dias

Fepam afirma que exigências da justiça para extração de areia devem ser atendidas até 2017

A Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam) se pronunciou à justiça federal do Rio Grande do Sul, nesta terça-feira, sobre o processo que envolve extração de areia no Rio Jacuí. A fundação relatou que a licitação para zoneamento ambiental das áreas destinadas à exploração deverá ocorrer em 30 dias.
Além disso, a Fepam salientou que segue o prazo de quatro anos para término do serviço, definido no ano passado. A instituição também forneceu informações sobre o andamento do concurso público para provimento de cargos.
A audiência desta terça-feira foi convocada pela juíza substituta Clarides Rahmeier, da 9ª Vara Federal de Porto Alegre. A intenção era manter o acompanhamento do processo instalado em 2013. Uma liminar havia proibido a extração de areia por conta da suposta degradação ambiental.
Em julho do ano passado, a magistrada definiu exigências para permitir o retorno das atividades. O zoneamento ambiental tentará impedir degradação irreparável dos ecossistemas na região banhada pelo Jacuí.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas