Licitação para obras do aeroporto de Manaus sai até maio, diz Infraero

MANAUS- Representantes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) estiveram na sede da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), na manhã desta sexta-feira (25), para apresentar o andamento das obras do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, em Manaus. O edital de licitação para a reforma e ampliação do aeroporto deve ser lançado até o final de maio, segundo o superintendente de Infraestrutura e Engenharia da Infraero, Jonas Lopes. A obra está orçada em R$ 330 milhões.

O lançamento do edital foi adiado em fevereiro. As obras estão previstas para serem iniciadas em novembro deste ano e entregues em dezembro de 2013. A previsão foi anunciada em audiência pública proposta pelo deputado Sinésio Campos (PT) para debater as condições aeroportuárias de Manaus para a Copa do Mundo de 2014. O projeto de reforma prevê mais de 57 mil metros quadrados de área e a capacidade de passageiros após o término das obras deverá chegar a 13 milhões por ano. Segundo Lopes, o estacionamento do aeroporto passará de 25 mil metros quadrados para 192 mil metros quadrados, incluindo a construção no subsolo.

Os representantes da Infraero asseguraram ainda que todas as instalações elétricas do aeroporto serão trocadas. Mais duas pontes de embarque e desembarque serão construídas totalizando oito pontes. “Já estamos em processo de negociação com um órgão ambiental para pedirmos a licença de instalação para o início das obras”, afirmou Lopes. Segundo Walter Amélio, integrante da comissão da Infraero, o Eduardo Gomes ainda pode ser ampliado. “Nos próximos 50 anos, a capacidade deste aeroporto pode ser maior, não precisamos ampliar somente para a Copa do Mundo”, disse.

Após a apresentação, o deputado Sinésio Campos questionou sobre a conclusão das obras e a situação do desembarque internacional que atualmente funciona com apenas um guichê. Para ele, o aeroporto não ficará pronto em tempo hábil para a Copa. Fausto Souza (PRTB) e o deputado Marcos Rotta (PMDB) eram os únicos presentes na audiência, mas o último saiu após 10 minutos do início do debate. Souza ainda aproveitou para defender a alternativa de o aeroporto da Ponta Pelada ser alternativa para o Eduardo Gomes. “A única saída para o aeroporto de Manaus é o de Porto Velho, Belém e Roraima”, rebateu o superintendente da Infraero, Aldeci Lima.

Os superintendentes da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária justificaram o atraso da reforma e ampliação do aeroporto Eduardo Gomes a mudança do “escopo” (projeto). As obras estavam previstas para começar em janeiro de 2009. “Mudamos o eixo do projeto e buscamos soluções técnicas. Para evitar mais atrasos, as obras serão realizadas em dois turnos, mas o aeroporto não ficará pronto para a Copa das Confederações”, afirmou Lopes. Segundo a comissão, a população de Manaus poderá acompanhar o processo das obras pelo Portal da Transparência da Copa 2014.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas