Licitação para construção da Avenida Perimetral sai na próxima semana

A licitação para a construção da Avenida Perimetral da Margem Direita do Porto de Santos, no trecho entre o Canal 4 e a Ponta da Praia, será aberta na próxima segunda-feira (29). Esta é a expectativa do diretor-presidente da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), Angelino Caputo e Oliveira. A ideia é iniciar as intervenções ainda neste ano.
As obras, que vão levar 24 meses para ser concluídas, contemplarão a remodelação da Avenida Mário Covas e a instalação de um viaduto no trecho entre o Canal 5 e a Avenida Pedro Lessa. A ideia é criar um novo acesso aos veículos que seguem aos terminais instalados nessa região.
Esse viaduto terá sua alça de acesso construída no terreno da antiga empresa de transportes Lloydbratti, na Avenida Mário Covas. Ele dará acesso às instalações da Libra Terminais, que ficam na região.

Avenida Mário Covas
Obra prevê a remodelação da Avenida Mário Covas e a construção de um viaduto no Canal 5

A área da Lloydbratti foi cedida à Docas pela Secretaria de Patrimônio da União, para a implantação de um estacionamento de caminhões. Hoje, ela é ocupada por caminhoneiros autônomos que transportam contêineres vazios.
A Codesp não informa o valor do empreendimento. Isto porque a licitação será feita pelo Regime Diferenciado de Contratação (RDC), onde a estatal estipula o preço máximo que pagará pela obra. Nele, as fases da concorrência são invertidas. Primeiro, há a análise das ofertas de preço. E apenas a concorrente escolhida tem seus documentos de habilitação analisados.
Projeto
Segundo Caputo, os estudos para a remodelação da via já foram concluídos e aprovados pela diretoria-executiva da estatal. Agora, na próxima segunda-feira, o projeto será apresentado ao Conselho de Administração (Consad) da companhia, para seu aval.
“A nossa expectativa é de que, após o Consad, a gente já possa colocar na rua esse edital do Canal 4 até a Ponta da Praia. Já o outro trecho (da Avenida Perimetral), que é da Alemoa até o Saboó, ficará para o final do mês de outubro”, explicou o diretor-presidente.
A parte da Avenida Perimetral na região da Alemoa-Saboó compreende três trechos, sendo o primeiro com 1.540 metros de extensão. Ele vai do Viaduto Paulo Benevides até as proximidades do Rio Saboó.
O segundo trecho envolve a construção de dois viadutos sobre o Rio Saboó. Eles vão ordenar o fluxo dos terminais e permitir que as obras sejam executadas por partes, em função das características do tráfego na região.
Já a terceira etapa se estende por 1.175 metros, entre o Rio Saboó e as proximidades da Rua Senador Christiano Otoni, próximo ao futuro do Mergulhão, no Valongo.
Mergulhão
Outro projeto que está sendo elaborado pela Codesp é o do Mergulhão – a passagem rodoviária subterrânea que eliminará definitivamente o conflito rodoferroviário no Cais do Saboó.
Neste caso, a Docas está reduzindo as dimensões do empreendimento. Isto porque seu custo foi avaliado em R$ 820 milhões, superior ao previsto pelo Governo Federal. Para reduzir o valor, uma opção é diminuir em até 240 metros a passagem subterrânea. Ao invés de 970 metros, a estrutura teria, no máximo, 730 metros – mais 200 metros de cada lado para as rampas de acesso, o que somaria 1.130 metros de comprimento total.
“Este (o projeto do Mergulhão) fica para o começo do ano que vem. O conceito é o mesmo, mas será feito um ajuste no projeto em discussão. A questão é orçamentária porque temos um orçamento de R$ 300 milhões para uma obra que vai custar muito mais do que isso”, explicou Caputo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas