Licitação do transporte segue emperrada

Prefeitura já admite que o certame não acontece antes de fevereiro

O processo licitatório que vai determinar as duas empresas que irão operar no sistema de transporte coletivo de Marília segue emperrado no Tribunal de Contas do Estado (TCE). O órgão ainda não julgou representação apresentada pela Viação São José Ltda, que pede a impugnação do edital por supostas falhas.
As propostas das empresas interessadas seriam abertas no dia 7 de janeiro, mas com o impasse a prefeitura já admite que o certame não acontece antes de fevereiro e caso seja necessária a reformulação do edital e reinício do processo de licitação é possível que a população só veja o novo sistema em pratica no próximo ano.
Em defesa da legalidade do edital a prefeitura encaminhou ao TCE, ainda em dezembro, suas justificativas e ratificou todos os nove itens questionados. Quem ganha com a situação é a empresa Circular, que segue detendo o monopólio do transporte coletivo em Marília após mais de duas décadas.
O caso incomoda os usuários do transporte coletivo. A professora Márcia Aparecida Francisco da Silva acredita que com duas empresas a qualidade do serviço oferecido tende a melhorar.
“A Circular deixa a desejar no atendimento. Os horários não são respeitados, os ônibus vivem lotados e muitos motoristas dão a impressão de estarem pouco instruídos para lidarem com o público”, avalia.
“A ideia é boa, temos que ver agora quando vai sair do papel e se tudo de bom que está previsto na lei vai mesmo ser respeitado”, pondera a faxineira Ilda Lourenço.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas