Licitação do transporte público promete minimizar transtornos em caso de paralisação

MANAUS – Os transtornos sofridos pelos usuários do transporte coletivo durante paralisações de trabalhadores rodoviários em Manaus devem ser minimizados com a nova licitação do BRT (Bus Rapid Transit). A promessa foi feita pelo diretor-presidente do Instituto de Trânsito e Transporte Urbano (IMTT), Marcos Cavalcante, durante audiência pública na tarde desta quarta-feira (18) que discutiu o sistema de transporte coletivo da capital.

A solução para o problema está na proposta de divisão do número total de veículos entre as 8 empresas que devem ser licitadas para atuar no transporte da capital. Pela nova licitação, dos cerca de 1511 veículos que devem formar a frota da cidade, cada empresa ficaria responsável por 210 ônibus. Segundo Cavalcante, a medida evita a formação de um cartel e faz com que os usuários fiquem menos vulneráveis em caso de paralisação do serviço por greve de um grupo de trabalhadores.

As empresas do atual consórcio que já operam em Manaus poderão continuar na nova licitação, desde que estejam regularizadas e com as dívidas pagas. Além do grupo atual, outras empresas de todo o país também poderão participar do edital. Com a entrada de novos concorrentes no sistema da capital, o IMTT espera renovar a frota de aproximadamente 1300 ônibus em circulação, reduzindo a vida útil de cada veículo para 5 ou 6 anos. (IP)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas