Licitação Das Obras De Ampliação Do Canal De Nova Avanhandava Acontece Em 25/11

DH publica edital nesta quarta-feira, 15. Com a escavação, o canal ganhará mais dois metros de profundidade no acesso à eclusa
O Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo (DH) publica, nesta quarta-feira, 15, edital de Pré-Qualificação da Concorrência Pública 099/2014 para contratação das obras de ampliação e derrocamento do Canal de Nova Avanhandava. Os envelopes serão abertos dia 25/11, às 10h, no auditório do Departamento de Estradas de Rodagem (DER), situado na Av. do Estado, 777, São Paulo. A obra está orçada em R$ 280 milhões.
A Pré-Qualificação é a primeira fase da licitação. Nesta etapa, serão avaliados os requisitos técnicos e financeiros das empresas interessadas em executar a obra. A avaliação da habilitação está prevista para final de dezembro, quando será publicado o resultado e convocadas as empresas para apresentação das propostas comerciais. A assinatura do contrato e o início das obras está previsto para março de 2015.
A Licença Ambiental Prévia (LP) para as obras de ampliação e derrocamento do Canal de Nova Avanhandava foi concedida no dia 17 de setembro pela CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo).
Com a escavação, o canal de navegação de Nova Avanhandava ganhará mais dois metros de profundidade no acesso à eclusa. Estas melhorias, que serão executadas em 10 km da hidrovia, visam possibilitar a compatibilização do uso do reservatório tanto para o transporte de cargas como para a geração de energia.
Hidrovia Tietê-Paraná
A hidrovia Tietê-Paraná possui 2.400 km de extensão, sendo 1.600 km no Rio Paraná e 800 km no Estado de São Paulo e conecta cinco dos maiores estados produtores de grãos: Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais e Paraná.
A Tietê-Paraná transportou, em 2013, 6,3 milhões de toneladas de cargas como milho, soja, óleo, madeira, carvão e adubo. As cargas têm como principais origens São Simão (GO), no rio Paranaíba, Três Lagoas (MS) e terminais do Paraguai, no rio Paraná. Os produtos têm como principais destinos os terminais de Presidente Epitácio e Panorama (no rio Paraná) e Anhembi, Pederneiras e Santa Maria da Serra, nos rios Tietê e Piracicaba (em São Paulo).
A utilização da hidrovia como modal de transporte traz diversos benefícios: menor consumo de combustível, emite menos poluentes com a redução de dióxido de carbono CO2 (gás que colabora com o efeito estufa), contribui para desafogar o tráfego nas estradas e, com isso, reduzir o número de acidentes, e tem menor custo de infraestrutura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas