Justiça decide por afastamento de Prefeito da Barra de São Miguel

Reginaldo Andrade

Reginal José de Andrade pagou mais R$ 600 mil em locação de veículos, sem licitação
Da redação

Reginaldo Andrade
Foto: Assessoria | Reginaldo Andrade é acusado de crimes contra Administração pública

A Justiça determinou, nesta quarta-feira (08), o afastamento do prefeito da Barra de São Miguel, Reginaldo José de Andrade. A denúncia do Ministério Público Estadual envolve crimes contra a Administração Pública e a Lei de Licitações e foi acatada pelo desembargador Orlando Manso.
Foram encontradas várias irregularidades na gestão do prefeito, entre elas o pagamento de R$ 686.815,00 para locação de veículos, sem processo licitatório, no período de 2005 e 2008.
Com o afastamento de Reginal José de Andrade do cargo, quem assume agora a vaga é o vice-prefeito Lelo Maia. Ele deve ser empossado dentro de um prazo de 24 horas segundo a determinação. De acordo com Orlando Manso, o réu tem um prazo de 15 dias para apresentar uma resposta.
De acordo com o procurador-geral Justiça, Eduardo Tavares, o prefeito é responsável pelas irregularidades, já que respondia pela gestão do município no período em que ocorreram os fatos. “Ele ordenava as despesas, autorizava a realização dos processos licitatórios, firmava os contratos e assinava os cheques. A sua responsabilidade é indiscutível e inegável”, afirma o MPE possui uma grande quantidade de provas, obtidas durante as investigações, que leva, conseqüentemente, ao pedido de condenação do acusado”, afirma Tavares em entrevista ao portal Tribuna Hoje.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas