Incra investe R$ 230 milhões em Mato Grosso do Sul.

O Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) está investindo R$ 230 milhões na estruturação dos assentamentos sulmatogrossenses no período 2009/2010. Além das moradias, que significam um marco na qualidade de vida dos assentados, outras prioridades são a construção de estradas, abastecimento de água, assistência técnica e concessão de créditos para o estabelecimento das famílias.

Habitação

Nos projetos de assentamentos, o que mais se vê são casas sendo construídas. Mais de R$ 81 milhões foram investidos pelo instituto no período 2009/2010. Só na Teijin, assentamento localizado no município de Nova Andradina, são 1000 casas, ao custo de R$ 15 mil a unidade. No PA Santa Mônica, em Sidrolândia, outras 715 famílias estão vendo suas casas serem erguidas. Cada unidade habitacional possui, em média, 70 metros quadrados com sala, três quartos, cozinha, banheiro, área de serviço e varanda e conta com as plantas elétrica, hidráulica e sanitária.
No total são 12.588 unidades habitacionais em construção e ou reforma no período.
Para aproveitar melhor os recursos, os beneficiários adquirem os materiais por meio de licitação, o que garante a entrega, no lote, de produtos de melhor qualidade e por preços mais baixos. Além disso, a construção é feita em regime de mutirão. Sob a orientação de um pedreiro, todos participam da construção de suas casas.

Infraestrutura

Em 2009, 479km de estradas foram viabilizadas e encontram-se em fase de construção. A previsão para 2010 é liberar R$ 8 milhões para construir estradas e rede de abastecimento de água em 765 lotes
Também no ano passado, a assistência técnica chegou a 4,6 mil famílias, com investimento de R$ 3,1 milhões. Já os créditos iniciais beneficiaram 12,9 mil famílias, o que representou R$ 36 milhões destinado à estruturação inicial dos lotes. Em 2010, serão R$ 58,6 milhões de créditos de instalação para 2,9 mil famílias.

Obtenção de terras

Do final do ano passado para cá, a superintendência regional do instituto conseguiu adquirir cinco fazendas (Matão, Itaqui, Fujita, Suenaga e Towata) localizadas em São Bandeirantes, Gabriel do Oeste e Terenos. As transações significam investimento de R$ 42,8 milhões de reais e acrescentam 8 mil hectares à reforma agrária. Juntas, as áreas irão receber 440 famílias da meta 2010, estabelecida em 3 mil beneficiários.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas