Iluminação pública de Fortaleza passa a ter nova administração

Depois de vencer a licitação para assumir o parque de iluminação pública de Fortaleza, a empresa FM Rodrigues & Cia passa a operar hoje. A prestadora de serviço irá atuar numa área que, embora não haja dados sobre valores e número de contribuintes em 2014, arrecadou R$ 112 milhões por meio da Contribuição de Iluminação Pública (CIP) no ano passado.
O contrato da empresa com a prefeitura tem validade de 12 meses, que pode ser renovado por até cinco vezes, a Prefeitura espera que sejam implantadas novas tecnologias para manutenção e monitoramento da iluminação das vias da Capital.
Segundo Karini Veloso, engenheira elétrica da FM Rodrigues & Cia e responsável pelo contrato com a Prefeitura de Fortaleza, a ideia inicial da empresa, para não dar descontinuidade aos trabalhos que até ontem foram prestados pela Alusa Engenharia, é absorver totalmente o quadro que atualmente está prestando os serviços à cidade. Ainda de acordo com Karini, o plano de ação da empresa será definido junto a Prefeitura.
De acordo com Alfredo Serejo, coordenador especial de Iluminação Pública da Secretaria de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), as principais prioridades de ação da nova empresa serão a manutenção e a melhoria do sistema de iluminação.
A FM Rodrigues assume o parque de iluminação pública de Fortaleza depois da finalização de um processo licitatório aberto em agosto de 2011. Na ocasião, a empresa francesa Citéluz, que já realizava a gestão da iluminação da Capital desde 2001, assinou o primeiro dos cinco contratos emergenciais que firmaria para manter as luzes nas vias do Município. Ao longo desses cinco acordos emergenciais, a Prefeitura pagou à Citéluz R$137,2 milhões.
Devido questionamento na Justiça feito pela Citéluz, o processo licitatório não teve prosseguimento imediato. Dessa forma, em 31 de março desse ano, a Prefeitura recorreu ao sexto contrato emergencial, dessa vez com a empresa paulista Alusa Engenharia. O documento tinha validade por 180 dias ou até que a licitação estivesse finalizada. O acordo foi feita sob o valor de R$29,3 milhões.
Cinco empresas concorreram à licitação, além da vencedora, a Alusa Engenharia, a Citéluz, o Consórcio Cosampa Enpecel e a Endicon. Com o fim do processo, no dia 27 de outubro, a FM Rodrigues & Cia, de São Paulo, conquistou o contrato no valor de R$69.247.686, 36, passando a operar hoje, um dia após o fim dos trabalhos provisórios realizados pela Alusa Engenharia na Capital.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas