Grana gastará R$ 15 mi para reformar Prefeitura

6560438d07O governo do prefeito de Santo André, Carlos Grana (PT), dará início à reforma na estrutura do prédio do Paço após longo período de pressão do Ministério Público. A administração petista gastará R$ 15,6 milhões com as obras, baseadas, segundo o Executivo, em laudo de recuperação elaborado pela Falcão Bauer. Vencedora do processo de licitação, a Preserva Engenharia Ltda será a empresa responsável pela intervenção física no edifício da Prefeitura. O resultado foi publicado dia 18 no Diário Oficial.
O secretário de Planejamento e Orçamento Participativo de Santo André, Alberto Alves de Souza (PT), justificou a contratação ao alegar medida imposta pela Justiça. Segundo o petista, o processo determina à Prefeitura a execução de mudanças na estrutura. “A ação nos obriga a adotar esse procedimento. Ordem judicial não se discute, se cumpre. Por isso, abrimos a licitação e já empenhamos recurso orçamentário”, disse o titular do primeiro escalão, acrescentando que as intervenções passam por “refazer toda a coluna”.
O instituto identificou série de problemas de segurança no prédio, após levantamento que custou R$ 382,1 mil aos cofres públicos. O documento foi entregue à gestão municipal em junho do ano passado. “A execução dos serviços limita-se à recuperação estrutural. Não serão realizadas alterações, apenas as restaurações de concreto, pastilhas e impermeabilizações de lajes”, informou o Executivo, por nota. O estudo indicou que existe possibilidade de deslocamento do revestimento cerâmico das fachadas, com iminência de queda e risco crítico.
Em fevereiro de 2013, o Diário noticiou que um pedaço de concreto de aproximadamente um metro de comprimento caiu da estrutura da janela do 13º andar da Prefeitura. Na oportunidade, ninguém se feriu. Antes do incidente, o edifício sofreu dois abalos, em 2012. Em uma das situações, após tremores, o local chegou a ser evacuado. Diante do caso, o governo contratou a Falcão Bauer para apontar as condições do espaço. Depois do episódio, o prédio foi cercado com proteção aos populares.
ESTIMATIVA
A previsão do governo Grana é de aproximadamente um ano de obras no edifício, ficando o prazo de entrega das intervenções estipulado para começo de 2016. A Prefeitura sinalizou que a reforma será para correção de áreas com classificação de risco moderado. Alegou que todas as medidas para restabelecer as condições originais de estabilidade e durabilidade recomendadas pelo instituto, com classificação de riscos considerados como críticos e severos foram executados dentro do prazo estabelecido em cronograma predeterminado.
No ano passado, a estimativa de gastos com a restauração dos locais mencionados, inclusive da fachada do prédio, era de aproximadamente R$ 4 milhões. Em contrapartida, o buraco econômico nas contas adiou a decisão sobre a execução de obras no local. A administração protelou a iniciativa devido à dificuldade financeira vivenciada em Santo André. O Paço deve fechar este exercício com deficit superior a R$ 100 milhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas