Gráficas são inspecionadas em licitação da Assembleia

Da Redação – Alline Marques
A Assembleia Legislativa de Mato Grosso, em decisão inusitada, suspendeu
o processo licitatório de contratação de serviços gráficos e determinou que fossem realizadas diligências nas empresas que participam da concorrência. A iniciativa foi tomada pela comissão de licitação após encaminhamento de denúncias de que supostas falsas empresas estariam participando da concorrência.

A AL publicou o edital da licitação com 18 lotes no valor aproximado de R$ 20 milhões. Cerca de 16 empresas se inscreveram, no entanto, a instituição foi bastante exigente no credenciamento das gráficas e exigiu a apresentação de uma declaração que comprove a existência do parque gráfico e demais especificações técnicas.

Sendo assim, duas empresas acabaram sendo desclassificadas por não portarem documentos exigidos e o pregoeiro anunciou que a comissão de licitação realizaria diligências nas gráficas para verificar as instalações físicas e elas possuem condições técnicas de atender o objeto da licitação.

Esta é uma situação inusitada na AL, já que o órgão sempre foi alvo de denúncias de improbidade administrativa, principalmente pelo uso de empresas fantasmas em circunstâncias suspeitas.

A diligência ordenada pela AL deverá ser concluída até o dia 18 de janeiro (próxima sexta-feira), data em que será realizada a abertura de preço,. segundo apurou a reportagem do Olhar Direto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas