“Governo tem a obrigação de fazer o trem-bala”, diz Dilma

Leilão não atraiu interessados pela diferença de custos estimados pelo governo, de R$ 33 bi, e pelo setor privado, de R$ 50 bi

A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, declarou que o Governo tem a “obrigação” de construir o trem de alta velocidade que unirá as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, depois do fracasso do leilão público realizado neste mês, informa a imprensa neste sábado.

Dilma assinalou que o fracasso da primeira licitação ocorreu devido à grande diferença de preços entre as propostas das empresas e o número projetado pelo Executivo, em um encontro realizado nesta sexta-feira à noite com vários jornais brasileiros no Palácio do Planalto.

“Eu não acredito naqueles custos. Não acho que a consultoria do BNDES tenha errado tanto”, disse a presidente. “Não dá para deixar que nenhum desses agentes se aglomerem a tal ponto que formem um preço”.

O setor privado nunca esteve de acordo com as previsões de custo para a construção da linha de alta velocidade do Governo, que estimava o projeto em R$ 33,1 bilhões, enquanto o setor privado elevava a R$ 50 bilhões o valor necessário para realizar as obras.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas