Governo Popular garante tecnologia à produção de leite no sudeste do Pará.

Da Redação
Secretaria de Comunicação

Convênios com o programa Territórios da Cidadania, do Governo Federal, vão liberar em torno de R$ 600 mil para a compra de equipamentos para duas cooperativas de produção de leite nos municípios de Canaã dos Carajás e Marabá, onde há cadeias com potencial para se desenvolver e gerar empregos e renda. Uma delas é a Cooperativa Agropecuária de Canaã dos Carajás e Região (COOACCR), no valor de R$ 230 mil, que incluem 10% de contrapartida da Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect). A outra é a Cooperativa União, de Marabá, com R$ 370 mil, nas mesmas condições de contrapartida pela Sedect.

A iniciativa do Governo Popular faz parte do programa Desenvolve Pará, do qual a Sedect participa interferindo em áreas estratégicas para promover o aperfeiçoamento tecnológico dos processos de produção. Ao todo, a Sedect apoia 17 projetos de Arranjos Produtivos Locais (APL) em território paraense, entre os quais os que envolvem a produção do leite no sudeste paraense, através de um comitê gestor coordenado pelo Sebrae de Marabá.

A COOACCR tem 82 cooperados e vai incorporar caminhão frigorífico, câmara fria e equipamentos para produzir laticínios, um passo adiante no desenvolvimento da pecuária leiteira no município de Canaã dos Carajás, cuja cooperativa foi incluída no Programa Pará Rural e implantou um laticínio pasteurizador de leite. Foi o início da modernização da produção do leite pelos cooperados, que, agora, com os novos equipamentos, poderão ingressar em novos mercados, com produtos de maior valor agregado, tais como iogurte, doce de leite e queijo.

Licitação – Os equipamentos serão adquiridos em processo de licitação feito pela Sedect, para uso coletivo dos cooperados através de comodato. A cooperativa vai administrar a utilização dos equipamentos.

O mesmo acontece com a Cooperativa União, que reúne 32 produtores familiares e beneficia, indiretamente, outras 262 famílias de produtores de leite em Marabá, por meio de uma unidade industrial localizada no Projeto de Assentamento Piquiá, e que poderá suprir deficiências relacionadas à falta de equipamentos para manejo do leite.

Com os recursos do convênio, a cooperativa poderá armazenar e transportar adequadamente o leite até a Unidade Agroindustrial Coletiva. São três tanques com capacidade de 2,5 mil litros e um tanque para 8 mil litros de leite, para armazenar e resfriar o produto, um caminhão para transporte e um grupo gerador diesel.

Secom, com informações da Ascom/Sedect

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas