Governo Popular dá o primeiro passo para a construção do Porto de Marabá.

Da Redação
Secretaria de Comunicação

O primeiro passo do Governo Popular para a construção do Porto de Marabá será dado nesta sexta-feira, 15, quando chegam ao município os representantes de empresas que vão se habilitar à elaboração dos projetos de construção e dos estudos de impacto ambiental do empreendimento. A primeira visita técnica é uma exigência do edital de nº 001/2009, da Secretaria de Estado de Integração Regional, que abriu o processo de licitação para contratar os trabalhos.

O Porto de Marabá vai garantir o escoamento de cargas da região de Carajás, incluindo os insumos e a produção da Siderúrgica Aços Laminados do Pará (Alpa), além de atender as demandas do distrito industrial local, integrando-o por meio da hidrovia do Tocantins-Araguaia, viabilizada pelas eclusas de Tucuruí, ao Porto de Vila do Conde, em Barcarena.

O edital de licitação orça o projeto do porto em R$ 5,1 milhões e o estudo do EIA/Rima em R$ 1,1 milhão. A visita técnica dos representantes das empresas candidatas será acompanhada pelas técnicas Belém Lima e Liane Brito, da comissão de Licitação da Secretaria de Estado de Integração Regional. O texto completo do edital ainda está disponível nos seguintes sites: WWW.compraspara.gov.br e WWW.comprasnet.gov.br.

A obra do porto de Marabá faz parte do planejamento do Governo Popular para assegurar o desenvolvimento da região sudeste do Estado. As linhas básicas prevêem a construção de uma Plataforma Logística Intermodal de Transporte, que deverá operar numa linha composta ainda pela hidrovia Araguaia-Tocantins – que aguarda a finalização das obras das eclusas de Tucuruí; alcançando ainda o porto de Vila do Conde em Barcarena. A grandiosidade da obra também se mede pelos números. O porto vai ocupar uma área de 370 mil metros quadrados, à margem do KM-14 da rodovia Transamazônica, no município de Marabá.

No local da futura obra, ainda há resquícios de atividade minerária, com coleta de areia e seixo do rio Tocantins. Cerca de doze operários trabalham na área utilizando barcaças equipadas com dragas de sucção que retiram o material do fundo das águas. Parte dos equipamentos da empresa já está desativada. O porto de Marabá é uma das ferramentas que o governo do Pará está criando para promover a verticalização do minério de ferro na região de Carajás.

O Porto de Marabá tem a função estratégica de fazer a interligação entre hidrovia, rodovia Transamazônica e estrada de ferro de Carajás, fechando o ciclo com o transporte para o porto de Vila do Conde, considerado geograficamente o melhor ponto para se chegar ao mercado europeu. A operacionalidade do porto dará mais competitividade aos produtos paraenses, considerando que o transporte por via marítima custa US$ 23 a menos em relação ao segmento rodoviário.

O porto de Marabá será erguido numa espécie de complexo logístico que envolve o distrito industrial e a Siderúrgica Aços Laminados do Pará, prevista para entrar em funcionamento em 2013. A plataforma terá quatro terminais de cargas, sendo dois destinados a granéis sólidos como insumos agrícolas e minério de ferro; um destinado a granéis líquidos como combustíveis, e um último para cargas em geral.

A construção do porto é fruto de um trabalho articulado pela governadora Ana Júlia Carepa com apoio da Secretaria de Estado de Integração Regional junto ao Departamento Nacional de Infra-estrutura e Transporte (Dnit), que repassou R$ 76 milhões para a obra. A contrapartida do governo do Estado é de 10% do valor investido. A partir da contratação do EIA/Rima, o governo antecipa o cronograma das obras, que normalmente é viabilizado após o projeto básico.

Com informações de Marabá

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas