Governo do RJ adia publicação de edital de licitação do Maracanã

Sérgio Cabral também desistiu de demolir antigo Museu do Índio. Empresa que vencer licitação será responsável pela reforma do prédio.

O Governo do Estado do Rio adiou a publicação do edital de licitação para concessão do Maracanã, que estava prevista para dezembro de 2012, como mostrou o RJTV. O prazo agora é fevereiro deste ano. Também nesta segunda-feira (28), o governador Sérgio Cabral anunciou que o antigo prédio do Museu do Índio, que fica ao lado do estádio, não será mais demolido. O imóvel será tombado e reformado depois que os índios deixarem o local.
A empresa que vencer a licitação da concessão do Estádio do Maracanã, que agora será em fevereiro, vai ser responsável pela reforma do prédio. A decisão do governador foi antecipada na coluna de Ancelmo Góis, no jornal O Globo.
No sábado, a Justiça concedeu uma liminar que impedia a demolição do prédio. Segundo a Justiça, as liminares haviam sido concedidas pela primeira instância da Justiça Federal a pedido da Defensoria Pública da União (DPU), que ajuizou duas ações civis públicas. Segundo informações do processo, no terreno do antigo museu viveriam índios de diferentes etnias.
O museu funcionou no local de 1910 até 1978. O edifício, que ocupa área de cerca de 1600 m², está desativado há 34 anos. O Governo do Estado pretende usar a área para atender exigências da Federação Internacional de Futebol (FIFA), referentes à adequação do estádio do Maracanã para receber os jogos da Copa das Confederações, em 2013, e da Copa do Mundo, em 2014.
Comissão do governo visitou museu
Na terça-feira (15), uma comissão formada por representantes da Secretaria estadual de Direitos Humanos e da Secretaria de Assistência Social esteve no casarão que abriga o museu para ouvir as reivindicações dos índios.
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, autorizou a derrubada, contrariando um parecer do conselho municipal de Proteção ao Patrimônio Cultural do próprio município, que recomendou – em dezembro de 2012 – a manutenção do imóvel, alegando a importância histórica.
Em nota, a Prefeitura informou que busca conciliar os diversos interesses públicos em questão e a reurbanização do entorno do Maracanã para a Copa e, por isso, atendeu a solicitação de demolição feita pelo governo do estado.
Polêmica
A polêmica sobre o destino do imóvel começou em outubro de 2012, quando o governo do estado anunciou possíveis mudanças no entorno do Maracanã, para que o estádio pudesse receber a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Pelo projeto da Casa Civil, o Maracanã seria transferido para iniciativa privada, que deveria construir um estacionamento, um centro comercial e áreas para saída do público. Para isso, alguns prédios ao redor do estádio deveriam ser demolidos, entre eles o casarão do antigo Museu do Índio.

Avatar
Especialista ConLicitação

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas