Governo do Estado promete autorizar obra em escola de Penha hoje

Encontro com Secretário de Educação teve como objetivo buscar uma solução para a unidade, que teve um dos pisos isolados há três meses

Governo do Estado promete autorizar obra em escola de Penha hoje
Escola em Penha teve andar interditado há três meses por vazamentos e infiltrações no último andar
Foto: Luiz Souza / Arquivo Pessoal

Uma comitiva composta pela direção, pais e alunos da Escola Estadual Antônio Rocha de Andrade, em Penha, se reuniu ontem com o secretário de Estado de Educação, Eduardo Deschamps, em Florianópolis. O motivo do encontro era buscar uma solução para a unidade, que há três meses teve o terceiro piso interditado pela Defesa Civil. O local possui infiltrações e vazamentos no teto que poderiam causar um curto-circuito. Alguns políticos da cidade e o deputado estadual Maurício Eskudlark também participaram da reunião.

De acordo com o presidente do Grêmio Estudantil da escola, Gledson Paulo Quintino Júnior, a comitiva retornou com a promessa de que nesta quarta-feira o Governador Raimundo Colombo deve assinar a obra emergencial na escola.
A ida à Capital foi definida em assembleia com pais e professores na segunda-feira. Desde a última quinta os 1,2 mil alunos da escola tiveram as atividades interrompidas, pois a direção teme que todo o prédio esteja em risco. As aulas foram retomadas nesta quarta-feira.
Na conversa, o secretário de Educação se comprometeu em mandar um técnico da pasta e uma equipe da SDR a Penha para fazer uma vistoria na escola.
Defesa Civil quer emissão de laudo técnico
A coordenadora da Defesa Civil de Penha, Maria Juçara Zimmerman, disse que procurou a Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) para que engenheiros do Estado façam uma nova vistoria na instituição e emitam um laudo sobre a atual situação.
Segundo ela, um técnico esteve no local, mas não quis se manifestar oficialmente. A coordenadora foi intimada pelo Ministério Público a se pronunciar sobre o caso, por isso fez uma nova visita à escola.
_ A SDR alega que será feita uma reforma na unidade, porém ainda não há recursos para a obra. Essa semana eles garantiram que irão trazer peritos para fazer o laudo. Precisa ser medida a capacidade de carga da laje para saber se ela corre risco de cair ou não _ explica.
A reforma da escola Antônio Rocha de Andrade, que tem cerca de seis anos de construção, foi orçada em R$ 350 mil pela SDR. Porém, a obra emergencial deve contemplar apenas o terceiro andar e será orçada em menos da metade do valor inicial.
Um técnico da Secretaria, juntamente com a equipe da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), fará vistoria na escola para análise da infraestrutura e definição a respeito das atividades na unidade escolar.
O recurso para revitalização da escola está garantido e assim que a Secretaria de Estado da Educação finalizar o processo, a SDR fará a licitação para dar andamento a obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas