Governo do Estado autoriza mais de mil moradias na região

Governo do Estado autoriza mais de mil moradias na região
Foto de: Divulgação
O governador Geraldo Alckmin anunciou a construção de milhares de moradias populares em evento ontem
O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou, ontem, convênios para a construção de 1.033 novas residências na região de Franca, totalizando um investimento de R$ 102,7 milhões. Serão contemplados os municípios de Buritizal, Cristais Paulista, Guará, Ipuã, Itirapuã, Nuporanga, São Joaquim da Barra e São José da Bela Vista. As informações são da assessoria de imprensa da Secretaria de Habitação e da CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). Em todo o Estado de São Paulo serão 23.649 novas unidades, representando um investimento de R$ 2,3 bilhões em 192 municípios.
O prefeito de Itirapuã, Rui Gonçalves (PP), foi uma das autoridades que estiveram na assinatura do convênio, no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo, e está otimista com essa melhoria. “É uma ação muito importante para o município, que é pobre. Isso vai ajudar bastante, pois estávamos precisando de moradias”, disse. De acordo com ele, já foram comprados dois alqueires de terra na saída da cidade para Patrocínio Paulista, para receber as 115 moradias.
O município de Cristais Paulista também foi beneficiado pelo pacote e receberá 149 moradias. As casas serão erguidas no prolongamento da avenida Antônio Prado. “Em 2013 foram construídas 80 casas. Esse é o segundo conjunto habitacional em Cristais Paulista e essa obra vem reduzir o déficit habitacional”, disse o assessor do gabinete do Prefeito, Marcos Silva. Ele ressalta que as casas serão feitas em uma área resultante de uma troca entre o município e a Cocapec (Cooperativa dos Cafeicultores e Agropecuaristas). A administração municipal já fez sondagens e testes no solo para a elaboração do projeto de construção.
Para o município de São José da Bela Vista, o investimento também é visto como um grande avanço para a cidade. O empreendimento ficará localizado no Jardim Primavera, na região central da cidade. “Já temos construções da CDHU em fase final com 108 moradias e agora virão essas 105, ainda sem a data certa para início das obras”, disse a Secretária de Engenharia da cidade, Karoline Leonardo.
O cronograma de construção das moradias depende da data de liberação de recursos e outros trâmites da licitação e ainda não foi definido quando as moradias começarão a ser erguidas, nem as datas de entrega.
Detalhes
Os conjuntos habitacionais serão viabilizados por meio de uma modalidade chamada Empreitada Global, as prefeituras doam os terrenos e a CDHU fica responsável pela licitação, administração e supervisão das obras.
O tipo de moradia a ser construída em cada cidade depende das necessidades da população e do tipo de terreno escolhido. As unidades poderão ser casas térreas, sobrepostas, apartamentos e também haverá programas de moradia indígena e quilombola. As moradias terão dois ou três dormitórios, cozinha, banheiro e área de lazer.
De acordo com a assessoria de imprensa da CDHU, mais de 90 mil pessoas serão beneficiadas em todo o estado de São Paulo e o objetivo é “viabilizar a casa própria para quem precisa e melhorar a vida das pessoas”. Ainda segundo a assessoria, mais de dois milhões de pessoas vivem em moradias construídas por meio de programas habitacionais do Governo do Estado. Até hoje, foram entregues 555.721 habitações de interesse social e cerca de 105 mil obras estão em andamento no Estado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas