Governo de Gaddafi planeja investimento em obra do PAC na Bahia

MATHEUS MAGENTA
DE SALVADOR

O governo da Líbia estuda investir em um projeto de irrigação em um afluente do rio São Francisco, na Bahia. A obra integra o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal.

O projeto Baixio do Irecê, que terá cerca de 100 km de canais de irrigação, já teve a primeira etapa concluída. Segundo o Ministério do Planejamento, o projeto está orçado em R$ 880 milhões, sendo R$ 547 milhões do PAC.

A Lafico (fundo soberano da Líbia), controlada pelo ditador Muammar Gaddafi, realizou estudos sobre o projeto em parceria com a Codeverde (empresa liderada pelo grupo Odebrecht).

O objetivo é completar a obra numa PPP (Parceria Público-Privada). A construção foi dividida em nove etapas.

Os líbios poderão construir uma parte do projeto e, com a conclusão da obra, até participar de uma licitação para administrar o sistema.

O estudo foi enviado para o Ministério da Integração e para o Banco Mundial, onde aguarda aprovação final –indispensável para a concretização do negócio.

O interesse da Líbia na região surgiu em 2003, quando o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez uma visita oficial ao país. Na comitiva, seguiu um documento sobre o potencial de investimento em irrigação no Brasil.

Em 2009, o então ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, se reuniu com o vice-primeiro-ministro da Líbia, Imbarek Ashamikh, para discutir o assunto.

CRISE

A crise enfrentada por Gaddafi levou incerteza aos investimentos do país espalhados pelo mundo, como o no clube italiano Juventus.

Países da União Europeia cogitaram ampliar sanções econômicas contra o regime e congelar os ativos do fundo da Líbia e de outras instituições do país.

Segundo a Codeverde, a parceria com o fundo líbio “limitou-se à realização do estudo de viabilidade” e a empresa “mantém seu interesse no projeto”.

O Baixio do Irecê prevê a montagem da infraestrutura de irrigação, o arrendamento de lotes de terras a pequenos, médios e grandes produtores e a operação do o sistema de fornecimento de água.

O contrato de concessão, avaliado em cerca de R$ 1,5 bilhão, terá duração de 35 anos. A licitação deve ser lançada no próximo semestre.

O projeto atingirá uma área de 59 mil hectares (o equivalente a 39% da área da cidade de São Paulo), entre os municípios baianos Itaguaçu e Xique-Xique (570 km de Salvador).

O objetivo do governo é apoiar a produção de frutas e álcool. Estima-se que sejam criados 180 mil empregos diretos e indiretos na região.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas