Governador lança edital do Terminal de Passageiros do Porto do Recife

Redação do DIARIODEPERNAMBUCO.COM.BR

O governador Eduardo Campos e o ministro dos Portos, Leônidas Cristino, lançaram nesta quinta-feira, em Brasília, o edital de reforma do Terminal Marítimo de Passageiros e de construção da Sala Pernambuco. Ambos integram a estrutura do Porto do Recife, no Bairro do Recife, e têm como objetivo incrementar a infraestrutura do estado para a Copa de 2014. As obras receberão R$ 21,8 milhões em investimentos e devem sair do papel em outubro. A previsão é que o equipamento fique pronto em fevereiro de 2013, com mais de um ano de antecedência da realização dos jogos.

O projeto prevê, nos cerca de 2 mil metros quadrados do antigo armazém 7, sala de embarque e desembarque com esteira rotativa, além de um espaço de lazer e de serviços, com praça de alimentação e lojas.

Ao lado será erguida a Sala Pernambuco (com cerca de 900 m2), ligada ao Terminal Marítimo por uma passarela suspensa. É nesse espaço de três pavimentos que, entre as vagas de um estacionamento coberto e as salas dos postos avançados da Polícia Federal, Receita Federal e Anvisa, está prevista uma grande arena, espaço de recepção e acolhida dos visitantes.

A adequação do Terminal Marítimo de Passageiros é estratégica para a realização da Copa em Pernambuco, como também a urbanização da toda a área do porto. “Estamos fazendo as obras de requalificação para que ali surja um polo de entretenimento cultural, como a própria Central do Artesanato e o Museu Luiz Gonzaga”, explicou Eduardo Campos em nota à imprensa, acrescentando que a obra é fundamental para tornar o Recife referência em receptivo de navios cruzeiros.

A verba para reforma e construção do Terminal Marítimo do Porto do Recife é do governo federal, através da Secretaria Especial de Portos. Estão sendo investidos R$ 900 milhões, do PAC da Copa, na reestruturação de sete portos de cidades que irão sediar o mundial em 2014. Pernambuco é o segundo estado brasileiro a lançar edital.

Ideia antiga – O projeto arquitetônico do novo Terminal Marítimo de Passageiros foi criado em 2008 pelo escritório de Moisés Andrade, vencedor da primeira etapa da licitação. O conceito utilizado foi o de um “edifício de passagem”, segundo explicou o próprio arquiteto. “Quem chega de navio quer conhecer a cidade, quem embarca quer conhecer outras partes do mundo. Ninguém deseja ficar no Terminal Marítimo. É um local de permanência mínima e que precisa ser acolhedor e eficiente”, ressaltou.

Esta será a segunda intervenção no antigo Armazém 7, desde a sua construção em 1912. Em maio do ano passado, o equipamento passou por uma adaptação para se tornar o atual receptivo. A primeira reforma foi realizada através de um convênio entre o governo do estado e o Ministério do Turismo, que garantiu uma verba de R$ 1,6 milhão, sendo R$ 1,45 milhão do governo federal e R$ 150 mil do Porto do Recife.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas