Governador acena para implantação de novos sistemas prisionais

O governador Confúcio Moura acenou positivamente para que a Secretaria de Justiça providencie os estudos preliminares para efetivar este projeto.
PRESIDIO-NOVO1A implantação da Parceria Público Privada, a PPP e APAC , Associação de Proteção e Assistência ao Condenado são duas modalidades prisionais que poderão ser implantadas em Rondônia a partir das novas unidades prisionais que estão em construção. O governador Confúcio Moura acenou positivamente para que a Secretaria de Justiça providencie os estudos preliminares para efetivar este projeto.
Nesta quinta-feira (06), o promotor público e diretor do Centro de Apoio Operacional de Política Penitenciária e Execução Penal, Carlos Grott e os secretários adjuntos da Segurança, Defesa e Cidadania (Sedesc) e Justiça, Paulo Cezar Figueiredo e Sirlene Bastos, estiveram no gabinete do Governador para apresentar os resultados da visita que fizeram ao sistema penitenciário de Ribeirão das Neves em Minas Gerais, onde foi implantado com sucesso a PPP e a APAC, com terceirização dos serviços nos presídios em parceria com o Estado. De acordo com Carlos Grott, Minas Gerais tem três PPPs e todas com resultados surpreendentes. O grupo apresentou ao Governador um vídeo com imagens do interior de um dos presídios, que mostra melhor qualidade de vida para os presos, que contam com assistência médica, dentária, farmácia, uniformes, selas especiais para encontros íntimos, material de higiene, entre outros benefícios e com custo em torno de R$ 700,00 por preso.

Interior do presídio
Imagens do interior de um dos presídios

Atento, o governador Confúcio Moura ouviu os relatos e recomendou à secretária adjunta da Sejus, Sirlene Bastos, que inicie estudos visando a implantação dos sistemas na capital e interior. O Estado está construindo cinco unidades prisionais com mais de 1.800 vagas, e a previsão, de acordo com o coronel César Figueiredo, da Sesdec, uma PPP poderá ser implantada em Porto Velho e duas APACs no interior.
As PPPs integram o sistema prisional em que a iniciativa privada, consorciada com o Estado, administra os presídios, sendo responsável pela vida do preso e respondendo pelas irregularidades que ele venha a cometer. Já as APACs, seguem a metodologia de valorização humana e oferece aos presos condenados condições de recuperação. Confúcio Moura abordou um terceiro sistema que destacou ser também interessante devido aos resultados propostos, que é o sistema de concessão.
 
Governador Confúcio Moura
 
 
 
 
 
 
 
 
Fotos: Ademilson Knightz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas