Florianópolis deve lançar novo edital para criar serviço de aluguel de bicicletas

Após algumas tentavivas sem sucesso nos últimos anos, a prefeitura lançará novamente um edital para criar o serviço de compartilhamento de bicicletas em Florianópolis. De acordo com o secretário de Transporte e Mobilidade Urbana, Marcelo Roberto da Silva, a expectativa é lançar o edital em no máximo 20 dias e ter as primeiras bicicletas para aluguel em janeiro de 2018.
A proposta foi construída pela secretaria e pelo Ipuf (Instituto de Planejamento Urbano de Florianópolis). O serviço deve começar primeiro em algumas áreas do Centro e do Continente para, posteriormente, ser expandido. “Começaremos com a região central, atendendo a UFSC, a avenida Beira-Mar Norte, a Beira-Mar Continental e Coqueiros. Queremos criar a cultura da bicicleta como alternativa a outros transportes”, diz Silva.
O termo de referência para o edital ainda está sendo finalizado, bem como o número de estações e bicicletas que estarão na licitação. De acordo com o secretário, o grande problema dos últimos editais era a impossibilidade de a empresa vencedora expor a marca nas bicicletas. Uma mudança na legislação municipal, no ano passado, permite a publicidade nas bicicletas e estações. “Isso dá uma segurança jurídica maior ao investidor, pois o modelo de negócio prevê rentabilidade mais com publicidade do que com o aluguel das bicicletas”, explica.
O sistema de bicicletas compartilhadas é realidade em diversas cidades do Brasil e do mundo, como São Paulo, Rio de Janeiro, Londres, Paris e Barcelona. Caso seja implantado na Capital, o sistema permitirá ao usuário o aluguel de bicicletas, que seriam retiradas e entregues em estações exclusivas. Alguns pontos seriam próximos aos terminais de ônibus, para se fazer a integração entre os modais.
Além da locação de bicicletas, a prefeitura deve colocar em prática uma demanda pedida há anos por ciclistas: mais ciclovias. Segundo o secretário, o Ipuf está fazendo o redimensionamento do projeto de ampliação das ciclovias. “Infelizmente a gestão passada deixou a desejar e não levou pra frente o projeto cicloviário. A ideia é reativar tudo que foi projetado e não foi colocado em prática”, diz.
Problemas nas licitações
Prometido desde 2009, o projeto de bicicletas compartilhadas em Florianópolis nunca saiu do papel. Em março de 2012, a prefeitura lançou um processo de licitação de pré-qualificação para implantação naquele mesmo ano. O edital do chamado Floribike previa 68 pontos de aluguel, 111 estações, 1.328 suportes e 664 bicicletas. Três empresas foram habilitadas: do Rio de Janeiro, do Recife e de Barcelona. O edital de concorrência foi lançado somente em março de 2013, mas foi cancelado em novembro daquele ano por falta de propostas. Nenhuma das empresas pré-qualificadas concordou com o edital e, por isso, não apresentou proposta.
Um novo edital só foi publicado em maio de 2015. A licitação previa 85 estações, 595 bicicletas e 1.190 suportes, mas foi novamente cancelada em agosto de 2015 por falta de interessados. Uma comissão foi criada para avaliar que pontos poderiam ser alterados para atrair as empresas. Em novembro de 2016, a Câmara de Vereadores aprovou o projeto para conceder a exploração do espaço público por empresa privada para implantar o serviço de compartilhamento de bicicletas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas