Favela CCPL, em Benfica, terá 40 novos prédios para abrigar famílias.

Rogério Daflon e Ruben Berta

RIO – A Secretaria estadual de Obras lançou nesta segunda-feira a licitação do projeto que promete remover a favela conhecida como CCPL, em Benfica. O local, uma fábrica de laticínios desativada, com seis prédios, foi invadido no início da década e atualmente abriga cerca de 1.200 famílias. A previsão é que os edifícios sejam implodidos em meados de maio. Serão construídos cerca de 40 novos prédios, que o estado espera entregar até o fim do ano. O investimento total previsto é de R$ 62,6 milhões.

Novecentas famílias serão alocadas nos imóveis que serão construídos no próprio terreno ou em apartamentos do PAC de Manguinhos ou do Alemão. Para as demais, o estado disponibilizou indenizações ou compra assistida de outro imóvel. Durante as obras, os moradores receberão um auxílio, conhecido como aluguel social, no valor de R$ 250 mensais.

O projeto da CCPL contará com 686 unidades. Pelo projeto básico da Emop, cada uma delas terá dois quartos, com varanda, obedecendo a um modelo semelhante ao que já foi adotado no PAC do Alemão. A região irá ganhar uma área de lazer, com duas praças e uma quadra poliesportiva. Também estão previstas vagas de estacionamento. As obras serão financiadas com 75% de recursos da União e o restante do estado, como contrapartida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas