Falta só mais uma votação e Capital poderá ter outras empresas de transporte coletivo

Encerrou às 14 horas de segunda-feira, a sessão da Câmara de Vereadores que quebrou, em primeira votação, o monopólio do transporte coletivo urbano de Porto Velho. Com 15 votos favoráveis e uma ausência em plenário, os parlamentares disseram sim à proposta de Emenda à Lei Orgânica permitindo a licitação e a entrada de novas empresas para atender a população da Capital do Estado.

A má qualidade dos veículos, desrespeito aos horários, o não cumprimento dos compromissos, o engodo do “Cartão Leva Eu” e a não implantação de linhas integradas entre outras frustrações acumuladas ao longo dos últimos 20 anos, quebraram a resistência à manutenção do atual modelo de transporte coletivo em Porto Velho.

O presidente e a líder Epifânia

Hermínio Coelho, petista presidente da Câmara, vinha a tempos se manifestando contra a qualidade dos serviços, alvo de reclamação de todo mundo. “Vamos acabar com a farra destas empresas e destes empresários”, convocou. “Um é dono de 50% da outra empresa. E isso é monopólio” sentenciou ao defender a aprovação do seu projeto de emenda à Lei Orgânica do município que exigia dois terços dos vereadores.

A líder do governo, vereadora Epifânia Barbosa, do PT, reconheceu a legitimidade do pleito e declarou: “Se essa proposta vai resolver o problema do transporte urbano, se é bom para o povo, tem o apoio, tem o meu voto. Sempre estarei do lado do povo”. E defendeu a tese de que os estudantes da rede de ensino fundamental, na verdade, “nem teriam que comprar o “Leva Eu” ou tomar ônibus. Eles têm sim, é que ter escola próxima de suas moradias”, declarou e recebeu o apoio da galeria.

R$ 2,30 + 2,30 …dá 6 milhões

Cláudio da Padaria, líder de bancada do PC do B lembrou que o Bairro Nacional tem mais de 2 anos que pede mais ônibus e até hoje não foi atendido.”É uma vergonha o transporte coletivo de Porto Velho. Com R$ 2 você viaja quase a cidade inteira em qualquer capital do Brasil. Existe o transporte integrado. Aqui, não. É R$ 2,30. Desceu, perdeu. Se pegar outro ônibus tem de pagar de novo”. E anunciou: “Tem o meu voto presidente Hermínio”.

– Eles faturam mais de R$ 6 milhões por mês para atender mal à nossa gente, sentenciou o peemedebista Ramiro Negreiros. E exortou os colegas: “vamos mudar. E vamos mudar isso agora!”. Já Mariana Carvalho, PSDB, afirmou que “essas empresas são uma vergonha para Porto Velho. “Chega! Chegou a hora de dizermos Chega! Essa legislatura vai fazer diferente. Vamos dizer: basta! E vamos dizer hoje, agora.”

“Aqui não é casa de covarde!”

Autor: Assessoria Câmara de Vereadores

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas