Estrada Pan-Nordestina continua levando perigo para quem tenta atravessar.

Em 2008, a moradora Severina Estêvão de Santana, 55 anos, já falava da falta de segurança para os pedestres

Da Redação do pe360graus.com

Quem mora perto da Pan-Nordestina, que liga Recife a Olinda, vive um verdadeiro drama. Atravessar a pista é sinal de perigo, e os atropelamentos são constantes. Em 2008, a moradora Severina Estêvão de Santana, 55 anos, já falava da falta de segurança para os pedestres, mas nada foi feito. Até que aconteceu o que ela temia: foi atropelada.

De acordo com o Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE), por dia, aproximadamente, 40 mil veículos passam por aqui. Tanto movimento significa problema para os pedestres. Afinal, nos horários de pico, a simples ação de passar de um lado para outro da pista se torna um desafio arriscado. “Atravessar é a maior dificuldade”, disse o colador de cartazes Elias Ferreira.

Há poucos dias, faixas de pedestres foram pintadas no asfalto, mas os moradores dos bairros próximos dizem que são poucos os motoristas que respeitam a sinalização. E a atenção precisa ser redobrada para quem passa com crianças. “Era para ter um sinal, porque é muito arriscado aqui, principalmente quando venho com as crianças”, contou o funcionário público Wagner Henrique da Silva. O soldador Paulo Ricardo de Araújo concorda que algo deve ser feito. “Precisaria de um guarda para melhorar, porque já houve muitos acidentes aqui”, falou.

Em outubro de 2008, a dificuldade enfrentada pela empregada doméstica Severina Estevão de Santana para voltar para casa depois de um dia inteiro de trabalho já havia sido relatada. Em janeiro do ano passado, Severina mostrou o problema mais uma vez. Ela ainda aguardava por uma solução, mas nenhuma medida eficaz foi tomada para garantir uma travessia com segurança no local.

Depois de tanto tempo ela acabou sendo mais uma vítima de acidentes na Pan-Nordestina. Ela foi atropelada por uma moto. “Quando eu vi a moto, já foi encima de mim. A moto seguiu em frente, aí o pessoal que estava na parada de ônibus ficou na frente para que os carros não passassem por cima de mim”, contou.

A coordenadora de Transporte e Trânsito do DER é a única pessoa que pode falar sobre o assunto, e está em São Paulo. Por nota a instituição falou que já implantou três faixas de pedestres na rodovia: uma em ponte preta, outra em frente ao centro de educação musical de Olinda (Cemo) e a terceira em frente ao centro de convenções. Ainda disse que nos horários de maior movimento tem equipes do batalhão da Polícia Rodoviária Estadual para garantir a segurança dos pedestres.

Sobre a obra do corredor Norte/Sul, o Grande Recife Consórcio de Transporte esclareceu que o edital de licitação será publicado no mês de abril, e as obras terão início, provavelmente, no mês de julho, com prazo de conclusão de um ano e meio.

O sub-comandante da Policia Rodoviária, Ivson Martins, falou que nos horários de maior movimento – pela manhã, na hora do almoço e no fim da tarde – dois policiais de moto e quatro de carro reforçam a segurança perto do Complexo de Salgadinho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas