Estado perde dinheiro sem controladores

Os 70 controladores de velocidade das rodovias estaduais do Rio Grande do Sul estão parados desde o dia 25 de novembro. A paralisação do sistema ocorreu porque o contrato emergencial com a empresa fornecedora terminou. Por recomendação do Ministério Público, ainda durante a administração de Yeda Crusius, o governo abriu uma licitação no valor de R$ 60 milhões, mas duas concorrentes entraram na Justiça e conseguiram suspender a compra.
O secretário de Infraestrutura e Logística, Beto Albuquerque, disse que o Estado deve apresentar, nos próximos dias, um recurso judicial para tentar retomar a licitação, mas o processo deve ser demorado e levar alguns meses até que seja concluída a troca.
Sem os pardais, o Estado deve pedir o reforço da Polícia Rodoviária Estadual na fiscalização de motoristas infratores.
A estimativa do governo é de que, a cada 24 horas, o Estado deixa de arrecadar perto de R$ 40 mil com a aplicação de multas. Os 70 pardais desativados emitiam em média 505 multas por dia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas