Estado assinará contrato do Rodoanel trecho Leste no próximo dia 10

O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta terça-feira, 1º, que no dia 10 de março será realizada a cerimônia de assinatura do contrato entre o governo estadual e o consórcio que ganhou a licitação para a construção do trecho Leste do Rodoanel Mário Covas.

A nova via passará por seis cidades: Arujá, Ribeirão Pires, Mauá, Suzano, Poá e Itaquaquecetuba. Estão previstos 14 pontes, 66 passagens inferiores, 18 passagens superiores, 10 passagens de veículos e quatro túneis.

O consórcio SPMar, formado por duas empresas do Grupo Bertin (Contern e Cibe), foi o vencedor do leilão que abrangia a construção do trecho Leste do Rodoanel e da administração e exploração do pedágio do Trecho Sul.

O resultado foi anunciado em novembro e resultou em deságio de 63,3% no valor do pedágio, estipulado em R$ 2,19 no Trecho Sul. Já no Trecho Leste, a tarifa prevista é de R$ 1,65, mas será reajustada pela inflação – a obra está prevista para durar 44 meses.

A empresa terá de investir R$ 4 bilhões para a construção da alça Leste e R$ 1 bilhão para melhorias na parte Sul. Até 70% desse valor poderá ser financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Além de arcar com a construção, a empresa terá de pagar R$ 370 milhões de outorga ao governo estadual.

“Esse contrato será assinado a partir das 10h00 e estamos convidando todos (da região do Alto Tietê – por onde passará o novo trecho da via) para tomar um café. Depois da assinatura do contrato a obra poderá ser iniciada”, destacou Alckmin.

O trecho Leste terá pouco mais de 43 quilômetros de extensão e custará até R$ 5 bilhões. A previsão é para que a obra seja concluída em 36 meses depois da assinatura do contrato.

O novo trecho vai começar na interligação com o Trecho Sul, na saída da Avenida Papa João 23, em Mauá, na Região Metropolitana. O término será na Rodovia Presidente Dutra, em Arujá.

“A obra vai ligar o maior aeroporto do País (Cumbica) ao maior porto (Santos). Isso terá impacto na infraestrutura nacional”, disse o secretário de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.

Atraso

As obras do Trecho Leste do Rodoanel devem começar neste mês. Contudo, inicialmente a previsão era de que os trabalhos começassem em fevereiro. Essa era a expectativa, inclusive, do governador Geraldo Alckmin.

Contudo, o contrato com o vencedor da licitação para a concessão dos Trechos Leste e Sul precisava ser assinado até o dia 7 de fevereiro, mas o consórcio SPMar não fez o depósito caução, de R$ 360 milhões, previsto para o dia 5 de fevereiro. Com isso, o prazo foi prorrogado até a data de hoje, 3 de março.

O Grupo Bertin afirma que a decisão de adiar o depósito e assinatura do contrato está dentro da legislação e faz parte da estratégia da companhia. “Se fosse obrigada a fazer o pagamento, faria”, diz a empresa. Apesar da prorrogação, a companhia garante que o cronograma das obras não será prejudicado.

Trecho Norte em estudo

O trecho Norte do Rodoanel, que também passará por Arujá, passa por novas análises. O governador Geraldo Alckmin disse ontem, 02, que o objetivo é reduzir os impactos ambientais ao máximo.

A obra de 44 quilômetros de extensão vai atravessar as cidades de Arujá, Guarulhos e Franco da Rocha e passará próximo à Serra da Cantareira. O atual trajeto tem sido criticado por moradores dos municípios, segundo os quais o Rodoanel pode destruir um importante trecho de Mata Atlântica.

A projeção do impacto da obra nos imóveis da região também traça um processo “pontual” de desvalorização nas áreas de médio e alto padrão adjacentes à “faixa de domínio” da pista – a linha de 130 metros de largura que vai receber as faixas de circulação. O motivo são os “impactos ambientais permanentes, como o aumento do nível de ruído e as alterações na paisagem”.

Após evento na capital paulista, Alckmin disse que o governo estadual conta com tecnologia para realizar a obra sem causar grandes impactos no meio ambiente. “O traçado é uma discussão a ser feita, por isso é que tem audiência pública, para escolher o melhor traçado com o menor impacto possível”, explicou.

A previsão é de que o trecho Norte fique pronto em 2014. Segundo o estudo, o Trecho Norte terá 44 km. Desses, 6,3 km estão divididos em seis túneis. A via tem orçamento previsto de R$ 5,3 bilhões.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas