Estado abre licitação para plano metroviário

Empresa vencedora tem um ano para planejar expansão do sistema de metrô

Rio – A Secretaria Estadual de Transportes publicou esta semana, no Diário Oficial, o edital de licitação para escolher a empresa que vai elaborar o projeto para a expansão da rede do metrô para os próximos 30 anos. A ganhadora terá um ano para apresentar os estudos de uso do solo, demanda e viabilidade para implantação de novas linhas no sistema de transporte subterrâneo no Rio de Janeiro. O custo para fazer este levantamento está estimado em R$ 4,1 milhões. O dinheiro será financiado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).
A abertura dos envelopes com as propostas das empresas interessadas será realizada no dia 19 de agosto. De acordo com a Secretaria de Transportes, o chamado Plano Diretor Metroviário da Região Metropolitana, que engloba toda Baixada e municípios como Rio Bonito, Niterói, Itaboraí e São Gonçalo, tem como base dados do Plano Diretor de Transportes Urbanos, que ‘está em fase de finalização’ e analisa os índices de origem e destino da população do Grande Rio.
“O objetivo do Plano Diretor Metroviário da Região Metropolitana é estabelecer novas diretrizes para os próximos governos, uma vez que todos os planejamentos previstos estão em andamento: a Linha 4, que vai da Barra da Tijuca a Ipanema, está em execução, e a Linha 3, trecho que ligará Niterói a São Gonçalo/Itaboraí”, afirmou a Secretaria Estadual de Transportes, em nota.

O projeto da Linha 3 prevê que a maior parte do trajeto seja monotrilho em elevação, e o restante, metrô de superfície. O início da operação só deve ocorrer em 2018, com todas as 14 estações funcionando dois anos depois.

A nova linha terá 22 quilômetros de extensão e é considerada a válvula de escape para atenuar os atuais engarrafamentos que afligem moradores de Niterói e São Gonçalo. As cidades não contam com transporte de massa desde que o trem da região deixou de operar, na década de 1980.
Já a Linha 4 do Metrô entrará em operação no primeiro semestre de 2016, após passar por uma fase de testes. Será possível ir da Barra a Ipanema em 15 minutos e, da Barra ao Centro, em 34 minutos. A expectativa é que 300 mil pessoas usem por dia este trajeto, o que significa a retirada de dois mil veículos por hora/pico das ruas.
Em abril deste ano, o estado lançou uma licitação para o projeto básico do trecho que vai ligar a Gávea, na Zona Sul, à estação Carioca, no Centro. Outros três trajetos estão em fase de finalização e também serão licitados: Jardim Oceânico – Alvorada – Recreio dos Bandeirantes; Uruguai-Engenhão; e Estácio-Carioca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

    Pesquise as licitações no seu segmento agora

    Preencha seus dados para concluir a pesquisa

    Confira quantas oportunidades de venda existem no momento.
    Digite nome, e-mail e telefone para ver os resultados.





    Oportunidades de negócio esperando por você

    Aproveite o nosso período de teste gratuito e tenha sucesso no mercado de licitações.

    Licitações e dispensas